A CRÓNICA: DUELO EQUILIBRADO, MAS A UD OLIVEIRENSE FOI MAIS EFICAZ 

Antes de começar um contratempo. O gelo no relvado do Estádio do Fontelo adiou em meia hora o início da partida. A UD Oliveirense começou por si e adiantou-se cedo no marcador. Numa jogada de insistência aos quatro minutos, Ono rematou rasteiro de fora de área para dentro da baliza de Ricardo Fernandes. O guarda-redes parece não ver a bola a ser disparada.

As equipas acabaram por se encaixar, com o Académico Viseu FC, por um lado, a mostrar-se previsível e lento no ataque, mas a conseguir controlar as transições rápidas da Oliveirense, por outro. Contudo, o Académico de Viseu haveria de marcar na sequência de um canto aos 22’. Mesquita cobrou do lado direito e Diogo Santos mais alto do que os defesas da Oliveirense cabeceou para o fundo da baliza.

As melhores oportunidades até ao fim da primeira parte foram da equipa da casa. Primeiro por Paná de cabeça a responder ao cruzamento de João Vasco, atirou perto do poste direito da baliza da Oliveirense e, depois Ayongo, num remate dentro da grande área, a obrigar Arthur uma defesa de recurso com os pés.

Anúncio Publicitário

O Académico Viseu fez uma substituição para o início da segunda parte, com a entrada de Luisinho para o lugar de Joel. Contudo, o jogo manteve a toada de equilíbrio e longe das balizas.

Apenas depois da hora de jogo, houve emoção, com Ayongo a meter a bola na baliza, mas a não contar por ter posto a mão na bola, para afastar o defesa do seu caminho. Do outro lado Oliveira rematou de fora da área para perto do poste direito da baliza de Ricardo Fernandes.

Aos 77 minutos, novamente de canto o golo havia de chegar. Léo Bahia marcou do lado direito e, numa jogada confusa, com a bola a sofrer vários toques, chegou até Raniel, que rematou para o fundo da baliza do Académico.

Mais com o coração do que com a cabeça, a equipa da casa tentou chegar ao golo, mas sem criar qualquer perigo. O empate ajustava-se melhor, mas a Oliveirense acabou por ser mais eficaz e levar os três pontos.

 

A FIGURA

🎊🎁 Hoje está de parabéns o nosso lateral Léo Bahia.

Desejamos-te um dia feliz.

#parabéns #aniversário #udo…

Publicado por UD Oliveirense Futebol SAD em Quarta-feira, 4 de novembro de 2020

 

Léo Bahia – Acutilante no ataque, nos períodos de maior fulgor da equipa. Foi competente na defesa, não deixando muito espaço para a equipa do Académico atacar pelo seu lado. Marcou o canto que deu o golo da vitória da UD Oliveirense.

 

O FORA DE JOGO

#DIADEFESTA

🎉HOJE É DIA DE FESTA!

O nosso Ricardo Fernandes completa hoje 26 anos!
Deixa já a tua mensagem de aniversário!

#TerrasdeViriato #AVFC #Viriato

Publicado por Académico de Viseu Futebol Clube em Quarta-feira, 28 de outubro de 2020

Ricardo Fernandes – O guarda-redes não teve muito trabalho durante a partida, mas sofreu dois golos em que parece que podia ter feito melhor. No primeiro fica a ideia que não consegue ver de onde parte a bola, mas sendo o remate de longe, o guardião nem sequer esboçou reação. No segundo golo, a bola andou a saltar dentro da área e o guarda-redes também não teve rapidez suficiente para antecipar o remate de Raniel. Na fase de desespero, Ricardo Fernandes chegou a sair da área com a bola e pressionado pelos jogadores da Oliveirense perdeu a bola para o adversário. Foi salvo pelo árbitro ao assinalar falta.

 

 ANÁLISE TÁTICA – ACADÉMICO DE VISEU FC

Pedro Duarte apostou num 4-4-2 com Paná e Ayongo a fazerem a dupla na frente do ataque. Joel e João Vasco, em combinação com Mesquita e Jorge Miguel, tentavam criar os desequilíbrios pelas laterais, no ataque. O jovem Filipe Soares manteve a titularidade no centro da defesa, como no jogo da Taça de Portugal, mas desta vez, com João Pica.

 

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Ricardo Fernandes (5)

Jorge Miguel (6)

Filipe Soares (6)

João Pica (6)

Mesquita (6)

Zimbabwe (5)

Diogo Santos (6)

Paná (6)

Joel (5)

João Vasco (7)

Ayongo (6)

SUBS UTILIZADOS

Luisinho (5)

Yuri Araújo (5)

 Fernando Ferreira (-)

Carter (-)

 

ANÁLISE TÁTICA – UD OLIVEIRENSE

Raul Oliveira apostou num 5-4-1 com Bortoluzo, sozinho na frente. O apoio vinha principalmente de Jorge Teixeira e de Lima, do meio campo. Na defesa, Filipe Gonçalves juntava-se à dupla, Raniel e Steven Pereira, para formar a tripla de centrais para tentar controlar o ataque academista.

 

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

 Arthur (6)

Leandro Silva (6)

 Steven Pereira (6)

Raniel (7)

Léo Bahia (7)

Filipe Gonçalves (6)

Oliveira (7)

Ono (7)

Miguel Lima (6)

Pedro Bortoluzo (6)

Jorge Teixeira (6)

SUBS UTILIZADOS

Thalis (6)

 Machado (6)

Dionathã (-)

Luiz (-)

 

BnR NA CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

UD Oliveirense

BnR: Depois de uma entrada forte na partida e de marcarem cedo, a Oliveirense tentou explorar o contra-ataque, sem eficácia. O que falhou?

Raúl Oliveira: A equipa reagiu mal ao golo marcado e reatriu-se. Os jogadores sentiram que tinham de guardar o resultado. Não era a mensagem que nós queríamos. Obviamente que nós queríamos estar na frente para criarmos oportunidades, mas pela situação que nós estamos e pelos jogos que temos tido, os jogadores têm uma vontade de se reservar para segurar o resultado. Começámos por usar o ataque à profundidade, mas acabámos por perder essa capacidade, o que fez com que a equipa não fosse tão perigosa e ofensiva na primeira parte.

Académico de Viseu FC

BnR: Apesar do Académico estar por cima, no final da primeira parte, fez uma substituição ao intervalo. A saída de Joel para a entrada de Luisinho foi opção técnica ou por questões físicas?

Pedro Duarte: A minha ideia foi tentar dar maior frescura ao corredor, tentar dar maior velocidade e de refresca também a equipa, sem correr riscos de lesão porque se neste momento tivermos algum atleta com recidiva, as coisas ainda se complicam mais. Portanto, tivemos de fazer esta gestão toda do jogo e do jogador, daquilo que o jogo está a pedir e daquilo que o jogador está a dar. O Joel é um lateral direito que vai jogando fora da posição a extremo há quatro jogos por necesidade. Procurámos maior velocidade no corredor, mais rapidez. O Luisinho é forte no um para um. O Joel tem outras características.

 

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome