Sempre ouvi dizer que cada um faz a cama em que se deita, mas pelos vistos o G15 deve querer que os clubes despromovidos se deitem no dinheiro que vão ganhar por causa de serem isso mesmo: despromovidos.

Toda esta ideia surge da situação aliada à subida do Gil Vicente FC e consequente despromoção de mais um clube de Primeira Liga devido à subida do mesmo. Até aí tudo bem. Percebo que seja dada uma quantia face a todo o transtorno causado ao clube que irá descer por causa de todo o imbróglio resultante do, na minha opinião, muito mal gerido “Caso Mateus”.

Mas o que agora esteve também em cima da mesa foi que esta medida visava abranger, no futuro, todos os clubes que fossem despromovidos. E aí é que, para mim, o caso já muda de figura. Mas qual é o objetivo mesmo? É dar mais palmadinhas nas costas? É a sensação que me dá…

Irá Pedro Proença «aceitar» esta ideia de premiar os perdedores ?
Fonte: FPF

A competição iria ficar completamente desleal para os clubes que já se encontram na Segunda Liga que iriam ter, naturalmente, muito menos argumentos financeiros que os recém despromovidos. E, sendo assim, a subida à Primeira Liga iria estar a ser discutida sempre pelos mesmos emblemas? Já não basta a luta pelo título da Primeira Liga que é sempre remetida a três clubes?

Mas porque é que uma equipa que não é competente para se manter no primeiro escalão do futebol português ainda tem de receber uma indemnização por causa disso mesmo? Parece que estamos na fila do supermercado, onde o menino mimado começa a fazer birra porque quer um brinquedo e, no final das contas, damos-lhe o que ele quer para não haver mais birrinhas. Ofereçam o dinheiro que assim ninguém se chateia! Para mim é inconcebível esta ideia.

Mas queremos um campeonato ainda mais formatado do que aquilo que realmente ele é? Chega de tachos e tachinhos e joguem à bola! Há uns anos não havia metade do dinheiro e o jogo também se fazia.

 

Foto de Capa: Liga Portugal

Comentários