11 reforços interessantes para o FC Porto

    A época 2022/2023 está a terminar e é preciso começar a planear a temporada seguinte. O FC Porto mostrou várias fragilidades esta temporada que devem ser colmatadas, nomeadamente algumas já crónicas, como acontece nas laterais defensivas.

    A falta de Vitinha e a ausência de contratação de um substituto também se fizeram sentir.

    Para acautelar as lacunas e eventuais saídas no defeso, ficam um onze de sugestões para reforços azuis e brancos. Por curiosidade, o site Transfermarkt avalia este onze em 26 milhões e 700 mil euros.

    Elia Caprile

    O guarda-redes italiano não é desconhecido para as equipas portuguesas, como demonstram as notícias sobre o interesse do Sport Lisboa e Benfica. Formado no Chievo, o atleta de 21 anos acabou por atrair a atenção do Leeds United que o contrataram. Sem espaço, Caprile acabou por voltar a Itália e é atualmente o guarda-redes titular do Bari, da Série B.

    Muito rápido a reagir, destaca-se entre os postes pelos seus reflexos. O internacional sub21 transalpino mostra segurança a sair aos cruzamentos e às bolas paradas bombeadas para a grande área. Caprile mostra ainda precisão nos pontapés de baliza longos.

    Tratar-se-ia um reforço interessante para suprir a provável saída de Diogo Costa, o único capaz de dar um valor substancial aos cofres do clube.

    Bruno Langa

    O internacional angolano seria um reforço interessante e de baixo custo para a lateral esquerda. Langa destaca-se pela sua velocidade e por ser forte no 1×1, em termos defensivos, e assim dificilmente se deixa ultrapassar. O atleta de 25 anos consegue ainda tratar bem a bola e colocar as bolas rapidamente da defesa para o ataque através de passes longos, quer no mesmo corredor, quer variando o flanco.

    O jogador do Desportivo de Chaves está há vários anos em Portugal e a adaptação, por isso, seria encurtada, em termos temporais. A debilidade que Sérgio Conceição teria de corrigir seria certamente o posicionamento defensivo, algo que poderia ser melhorado no Olival.

    Ibrahima Bamba

    Sporting CP x Vitória SC
    Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

    O defesa central do Vitória Sport Clube já tem alguns tubarões atrás de si e certamente não é uma das pechinchas, neste onze.

    Rápido, com boa capacidade de impulsão e que permite à equipa construir desde trás, é um talento que poderá afirmar-se rapidamente e conseguir valorização não só desportiva como também financeira.

    Para além da concorrência e da capacidade negocial do Vitória, Bamba já mostrou excesso de impulsividade ao ceder à pressão do mercado, ao invés das suas obrigações contratuais, no mercado de inverno, com o seu afastamento do plantel.

    Adamo Nagalo

    A Dinamarca é um viveiro de talentos, incluindo os africanos. Depois de o Sporting ter ido recrutar Diomande que ainda não se tinha afirma no país nórdico, Nagalo é um talento a ter em atenção.

    O internacional pelo Burkina Faso cumpre a segunda época a titular no Nordsjaelland e destaca-se pela capacidade física que lhe permite não ser ultrapassado facilmente no 1×1 e pelo seu posicionamento.

    O central de 20 anos também consegue colocar muito bem a bola onde quer, destacando-se pelos passes longos e pela forma como sobe várias vezes no terreno de jogo, ajudando o movimento ofensivo da sua equipa.

    Segundo o site Transfermarkt, o defesa está avaliado em 1,5 milhões de euros, mas já coleciona pretendentes. Nagalo foi destacado pela UEFA, como um dos talentos a seguir em 2023.

    Omar Campos

    O lateral esquerdo tem também só 20 anos, mas já é um membro habitual na equipa titular do Santos Laguna pelo terceiro ano consecutivo.

    O mexicano destaca-se pela velocidade e pelas suas interceções, algumas em carrinho que tem de moderar pelo risco de faltas e admoestações. Muito veloz, Omar Campos recupera rapidamente a sua posição e tem uma boa capacidade de remate de meia distância.

    Talvez precise de ganhar um pouco de massa muscular, mas seria um reforço interessante para o Porto para dar futuro a uma posição muito instável. Dificilmente será um negócio a um preço simpático para o clube comprador…

    Zaydou Youssouf

    Zaydou Youssouf
    Fonte: Paulo Ladeira/Bola na Rede

    O médio francês trata-se de um trinco moderno, com boa condução de bola e capacidade de passe. O jogador do Famalicão também tem poder de remate, alcançando o recorde de golos em 22/23, na sua carreira. Contudo, o internacional jovem gaulês não deixa de cumprir a principal função de médio defensivo que é acabar com o movimento ofensivo adversário através das recuperações de bola.

    Com experiência da Liga Francesa no Bordéus e no Saint Etienne, o jogador de 23 anos pode ainda jogar mais à frente no meio-campo. Zaydou colmatou finalmente a saída de Ugarte para o Sporting e pode ser a solução portista para substituir Uribe, caso se confirme a sua saída no final da temporada.

    Iván Jaime

    Sporting FC Famalicão FC Porto
    Fonte: Diogo Cardoso / Bola na Rede

    O playmaker espanhol afirmou-se definitivamente esta temporada no Famalicão. O jogador formado no Málaga galga metros com a bola nos pés e é dos jogadores da Liga Portuguesa mais fortes no 1×1.

    Já na terceira época em Portugal, Ivan Jaime alcançou, pela primeira vez, os dez golos marcados, numa época, o que demonstra a sua capacidade finalizadora, dentro ou fora da grande área. O atleta de 22 anos parece estar pronto para alcançar outros patamares.

    Martim Neto

    Não colocando Ndour, porque entre renovação e pretendentes, parece mais inalcançável do que Martim Neto, o médio português preenche a quota de ‘facadinha’ nos rivais.

    Tal como o italiano, o internacional sub20 termina contrato no final da temporada com os encarnados.  Martim Neto tem uma relação com as balizas muito interessante, aparecendo muito bem na grande área. A bola parece gostar de ficar nos pés do médio que apresenta qualidade técnica no 1×1 acima da média.

    O jogador de 20 anos foi peça fundamental, na conquista da Youth Champions League pelas águias, em 2022. No entanto, a primeira época enquanto sénior tem sido complicada com uma lesão prolongada a prejudicar a sua afirmação na equipa B do Benfica.

    Octavian Popescu

    O jovem romeno de 20 anos é já uma afirmação no flanco esquerdo do ataque do Steaua Bucareste. Trata-se da terceira época como dono do lugar e já é internacional A pela Roménia.

    Destaca-se pela qualidade técnica no 1×1 e no capítulo do passe, funcionando, por vezes, até como construtor de jogo. Apesar de jogar pelo lado esquerdo e de saber usar o pé esquerdo, é destro, o que pode confundir alguns defesas.

    Popescu pode funcionar como um desequilibrador, algo que tem faltado ao Futebol Clube do Porto, por vezes, esta temporada. O atleta formado no clube onde joga é garantia de golos e assistências e também pode cobrar as bolas paradas, especialmente os cantos.

    Kobamelo Kodisang

    O internacional olímpico sul africano é uma das peças chave do campeão da Segunda Liga, Moreirense. Estreou-se ainda com 15 anos, na principal liga do seu país natal, mas já se encontra em Portugal, desde 2018/2019.

    Na época seguinte, seguiu para Braga, onde cumpriu na equipa B e chegou a estrear-se na Primeira Liga frente ao Estoril Praia, em 2021/2022.

    Esta temporada, Kodisang destaca-se pelos golos, tendo facilidade a desmarcar-se muito bem dos defesas adversárias. O avançado deriva muitas vezes da direita para o centro, dando mais uma solução para finalizar na grande área, onde também finaliza bem de cabeça.

    Emprestado pelo Braga ao Moreirense, o clube de Moreira de Cónegos terá uma opção de compra e uma eventual negociação poderá ter de passar por este. No entanto, há o aliciante para o jogador de 23 anos de atuar na Primeira Liga, caso fique na formação que representa atualmente.

    No Porto, o atleta poderia jogar no flanco direito ou ser um substituto de Taremi como segundo avançado ou ponta de lança mais móvel, caso o internacional iraniano acabe por sair do clube.

    André Clóvis

    André Clóvis Académico Viseu FC Porto
    Fonte: Paulo Ladeira/Bola na Rede

    O ponta de lança é uma das revelações da época em Portugal. Várias vezes eleito como o melhor avançado do mês na Segunda Liga, o avançado brasileiro é de longe o melhor marcador da competição.

    Clóvis contribui com cerca de 50% dos golos do seu clube, o Académico de Viseu, no segundo escalão. A afirmação foi tanta que o emblema viseense acionou a opção de compra que ficou estabelecida com o Estoril Praia que o tinha cedido no início da temporada.

    Apesar de o avançado estar a jogar na Segunda Liga, certamente haverá muitos concorrentes a disputar os seus préstimos, caso o Porto esteja interessado.  Para além da capacidade móvel, é um avançado que contribui para a construção do jogo ofensivo e pode espicaçar os restantes avançados com golos, na luta pela titularidade. É uma solução interessante, caso alguém saia no ataque do FC Porto.

    - Advertisement -

    Subscreve!

    Artigos Populares

    A excelente campanha do Wrexham AFC na League Two

    O histórico clube do País de Gales, o Wrexham...

    Defesa português desfalca clube espanhol até ao final do ano

    Más notícias em Espanha para o Levante UD. Rúben...

    Antonio Conte dado como certo em clube da Serie A

    Antonio Conte pode estar com o futuro definido. O...
    Pedro Filipe Silva
    Pedro Filipe Silvahttp://www.bolanarede.pt
    Curioso em múltiplas áreas, o desporto não podia escapar do seu campo de interesses. O seu desporto favorito é o futebol, mas desde miúdo, passava as tardes de domingo a ver jogos de basquetebol, andebol, futsal e hóquei nacionais.