4. Laurent Depoitre

Fonte: Instagram ” Laurent Depoitre”

Pedido expresso de Nuno Espírito Santo para compor a frente de ataque na época 2016/2017, o avançado belga aparecia no FC Porto com o rótulo de goleador ao serviço do KAA Gent. Mas esse rótulo não se manteve ao serviço dos dragões, isto porque marcou dois golos em 13 jogos… claro que estava tapado pelo aparecimento do menino André Silva, mas a sua ineficácia e falta de velocidade no último terço do terreno desiludiu e muito os adeptos azuis e brancos. Por ser um jogador alto e forte fisicamente, era mais utilizado quando a equipa azul e branca precisava de dar a volta a um resultado negativo, com o denominado “chuveirinho”, o que se verificou, por exemplo, contra o GD Chaves para a Taça de Portugal. Este jogador também foi vítima da constante mudança de onzes iniciais protagonizados por Nuno Espírito Santo, mas tinha a obrigação de fazer mais de dragão ao peito. Acabou por ser vendido ao Huddersfield Town AFC, num campeonato que parecia ser mais adequado às suas características, mas ficamos pelo parecia…

Atualmente, está de regresso ao Gent, onde está a atingir de novo a veia goleadora que fez com que fosse contratado para o FC Porto.