Sérgio Conceição concedeu uma grande entrevista ao jornal O JOGO. Sei que por si só não parece grande novidade, mas a verdade é que, só o facto do treinador de um dos três grandes falar com um órgão de comunicação social durante mais que aqueles minutinhos das entrevistas rápidas, já é notícia dentro do paradigma do futebol português.

A relação que os jornalistas e comentadores desportivos têm com os jogadores, treinadores e os clubes em si é, geralmente, má e, sejam as culpas de quem forem, isso torna o ambiente à volta do futebol muito pior do que o que podia e devia ser.

Já se estabeleceu a norma que os jornalistas fazem perguntas excessivamente provocadoras à procura de uma reação que dê um bom título ou um soundbite que vá ficar viral e também já se sabe que a maior parte dos treinadores e jogadores respondem exatamente daquela maneira que todos nós já conhecemos – com aquele discurso completamente formatado que não acrescenta nada.

Para que o nosso futebol possa continuar a crescer, é absolutamente crucial que isto melhore. E isso passa por todos. Passa pelos jornalistas e comentadores falarem mais do jogo em si e que não se foquem tanto em polémicas paralelas. E passa também pela maior recetividade dos departamentos de comunicação dos clubes em relação a propostas vindas da comunicação social.

Anúncio Publicitário
Sérgio Conceição
Sérgio Conceição vai para a sua quarta temporada ao serviço do FC Porto onde já venceu quatro títulos
Fonte: Diogo Cardoso/Bola na Rede

Isto tudo para que possamos ter mais entrevistas como estas, porque também é extremamente importante que as pessoas vejam estas figuras do futebol como pessoas reais, com os seus problemas reais, e não como estrelas inalcançáveis. Porque é isso que elas são, e é isso que Sérgio Conceição é.