fc porto cabeçalho

Vitórias:

• Recuperação da mística
Quando vi que NES seria o novo treinador do FCP, o primeiro aspeto que achei que iria melhorar era a mística. Os resultados são claramente positivos. Desde a postura de responsabilidade que os jogadores passam em campo à maneira como falam nas entrevistas rápidas, fica muito claro que este plantel sabe o que é o FC Porto, respeita a grandeza do clube e conhece os valores do mesmo.
• Respeito do Balneário
Nuno Espírito Santo controla o seu balneário e tem o respeito dos jogadores, pelo menos da esmagadora maioria deles. Ficou visível no caso Brahimi, é visível na maneira como os jogadores falam dele e é visível na maneira como Depoitre fala. Quero dizer com isto que a abordagem de NES para com os jogadores é de respeito mutuo e dialogo. Isso é muito bom. Mesmo os jogadores que podia falar mal dele abertamente não o fazem (Herrera, Layún, Depoitre e João Carlos Teixeira).
• Dragão como fortaleza
Foi um dos seus bastiões durante toda a época e a verdade é que conseguiu transformar o Dragão num terreno muito difícil para os adversários. No campeonato o FCP não sofreu uma única derrota na sua fortaleza e empatou 3 vezes apenas. Mais impressionante é o facto de só ter sofrido 8 golos e marcado 40.
• Solidez defensiva
No que à liga NOS diz respeito, o FCP sofreu 15 golos apenas. Em todas as competições o FCP sofreu 27 golos em 47 jogos, uma média de cerca de 0,5 golos sofridos por jogo.

Anúncio Publicitário
nes
Nuno Espírito Santo desde início que seguiu os valores portistas.
Fonte: Facebook Oficial de Nuno Espírito Santo

• Luta até ao fim
Apesar dos resultados dececionantes neste fim de época, a verdade é que o FCP se manteve na luta até ao fim e NES conseguiu ainda recuperar a equipa daquela série infernal de empates a meio da época. Mesmo que o FCP perca o campeonato para o SLB, a verdade é que NES vendeu a derrota caro e, se compararmos os 2 planteis, o SLB tem um plantel com muito mais qualidade e profundidade.
• Bom percurso na Liga dos Campeões
O FCP fez um bom percurso na liga dos campeões e a verdade é que NES tem muita responsabilidade nisso. Exemplos disso foram a fase de qualificação em que conseguiu preparar a equipa para bater um rival temível como a AS Roma numa fase tão precoce e a forma como o FCP fez soar a Juventus nos oitavos de final da competição.
• A afirmação de Casillas
NES foi o treinador da afirmação do espanhol e, apesar de Iker provavelmente ter mais a ver com isto que ninguém, ficarão sempre marcadas na memória dos portistas as brilhantes defesas do espanhol na época 16/17.

Foto de Capa: FC Porto