Anterior1 de 2Próximo

fc porto cabeçalho

O FC Porto atravessa um período marcado pela ausência daquele que é, provavelmente, o seu futebolista mais desequilibrador no último terço do terreno: Yacine Brahimi. Essa mesma ausência tem vindo a ser colmatada, predominantemente, por Héctor Herrera, mas… Que outras opções tem Nuno Espírito Santo ao seu dispor para fazer face à ausência do argelino? E o que podem, essas mesmas opções, oferecer à equipa?

Até ao momento, o treinador do FC Porto tem vindo a depositar a sua confiança, essencialmente, no capitão de equipa Héctor Herrera. O mexicano corre muito, mas nem sempre corre bem. Apesar da sua experiência futebolística, este apresenta dificuldades significativas ao nível da tomada de decisão e ao nível da técnica de receção e passe, embora tenha vindo a evoluir, consideravelmente, no que respeita a este último. Sob o ponto de vista posicional, sobretudo defensivo, Herrera não tem, também, muito a oferecer à equipa, acima de tudo, devido às tremendas dificuldades que sente quando é ultrapassado pela linha da bola.

Fonte: FC Porto
Fonte: FC Porto

Outra potencial opção para ocupar a posição é André André, futebolista muito acarinhado pela massa adepta do FC Porto e a quem, aquando da primeira época ao serviço do clube, muitos vaticinaram um futuro auspicioso. Apesar de ser um jogador aguerrido, e de ter aquilo que muitos apelidam de “mística”, este peca pela pouca inteligência na leitura do jogo e pela reduzida criatividade. Vítor Pereira afirmava que um jogador “à Porto” deve ter, acima de tudo, qualidade. Porém, é precisamente essa qualidade que falta a André André para que este se possa afirmar como indiscutível numa equipa com a dimensão do FC Porto.

Foto de Capa: Facebook Oficial de Yacine Brahimi

Anterior1 de 2Próximo

Comentários