O internacional mexicano tem sido utilizado na posição de defesa direito e o rendimento tem sido altíssimo. Esta adaptação não é novidade visto que, na época transata já foi utilizado nessa função. O jogo realizado diante o SL Benfica (meteu Rafa que está numa extraordinária forma no “bolso”) foi a prova que, neste momento, Corona é a melhor alternativa dentro do plantel para a posição.

Se dissemos há duas épocas atrás que Corona podia ser o defesa direito do FC Porto todos diriam que seria uma loucura e esse cenário era praticamente impossível. Um jogador baixo, com dificuldades no processo defensivo e com pouca agressividade era visto como um “suicídio” coloca-lo nessa posição.

Mas nas duas últimas épocas Corona teve uma grande transformação em muitos destes momentos do jogo e nas suas próprias características. Percebeu rapidamente os movimentos básicos para se jogar numa linha defensiva, ganhou muita agressividade e sendo inteligente consegue “esconder” algumas debilidades físicas jogando muitas vezes em antecipação.

Este mérito tem de ser repartido pelo próprio Corona mas também por Sérgio Conceição que conseguiu trabalhar e potenciar características que hoje permitem ao treinador ter mais uma excelente opção para esta posição.
Corona tem realizado um excelente início de época
Fonte: FC Porto

Manafá é uma boa solução, é um jogador rapidíssimo e podendo jogar quer no lado direito quer no lado esquerdo é extremamente útil. Não sendo um “craque” é uma boa alternativa. Saravia tem sido uma certa desilusão e aquele jogo contra os russos do FK Krasnodar marcou-o bastante, embora, na minha opinião, foi mais vítima dos problemas coletivos do que dos seus erros individuais. Mas penso que é um bom jogador e vai acabar por demonstrar todo o seu potencial. Tomás Esteves é o futuro mas precisa de ganhar minutos na equipa B como aliás tem acontecido.

Tecnicamente Corona sempre foi um “predestinado”, talvez o melhor ambidestro do Futebol Mundial. Fortíssimo no um contra um, rápido, grande qualidade na definição e como na grande maioria dos jogos o FC Porto passa em organização ofensiva estas características são fundamentais. Quando a tudo isto conseguiu juntar competência no processo e na transição defensiva fez com que Corona se tornasse num “caso sério” nesta posição.

Anúncio Publicitário
É, na minha opinião, de forma destacada o melhor defesa direito do Campeonato Português.
Foto de Capa: FC Porto

Revisto por: Jorge Neves

Artigo anteriorUEFA Champions League: com grande poder, vem grande responsabilidade
Próximo artigoOs históricos da Segunda Liga
É um eterno apaixonado por desporto, tem no futebol a sua maior paixão. Desde muito jovem que se dedica ao estudo e à análise de todas as vertentes futebolísticas. Foi treinador no futebol de formação, e atualmente colabora na área do “scouting". Apaixonado pelo jornalismo desportivo, é adepto do FC Porto e no futebol internacional tem simpatia pelo Barcelona.                                                                                                                                                 O Luís escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.