O jovem talento portista foi chamado por Sérgio Conceição durante esta semana aos trabalhos da equipa principal portista. Aproveitando as ausências de vários jogadores para os trabalhos das respetivas seleções, o técnico portista quis trabalhar e ver de perto o talento de Fábio Silva.

Ainda com 16 anos é já uma peça fundamental na equipa de Sub 19 dos portistas. Esta época leva 16 jogos disputados apontando 10 golos. Na época transata apontou 31 golos em 33 jogos, números impressionantes que demonstram bem o talento do avançado portista.

Ao nível das seleções, Fábio Silva conta com 22 internacionalizações tendo apontado 11 golos. Fábio Silva começou a sua formação no FC Porto tendo passado pelo SL Benfica de onde foi “resgatado” pelo FC Porto na época passada regressando assim ao clube de origem.

Fábio Silva é um avançado com mobilidade, bom tecnicamente, “frio” e muito eficaz na finalização. Com 16 anos tem muito por onde evoluir e essa evolução nesta idade tem de ser muito bem trabalhada. Os casos recentes de André Silva e Rui Pedro são exemplos de jogadores de enorme potencial mas que a sua afirmação teve caminhos inversos. O lado mental em jovens talentos que muito cedo são expostos a grande mediatismo tem de ser muito bem acompanhado, por vezes é ate mais importante o trabalho mental do que propriamente o trabalho técnico e tático.

Anúncio Publicitário
Fábio Silva é um dos maiores talentos do Futebol Português
Fonte: FC Porto

Aproveito a oportunidade para fazer uma crítica no que a gestão de recursos humanos diz respeito. E vou apenas me focar na posição que Fábio Silva ocupa no terreno. Tem sido hábito nos últimos anos a chegada, ao FC Porto, de avançados estrangeiros que, apesar do seu valor, (Leonardo Ruiz, Junior Maleck) são exemplos disso, ficam apenas uma ou duas épocas no clube e retiram espaço aos jovens portugueses. Se essas apostas fossem numa lógica de continuidade era admissível, agora virem jogar apenas uma época e depois saírem do clube e durante essas épocas “tirarem” minutos de utilização a jovens portugueses que acabam por sair do clube para procurar novas oportunidades não é, na minha opinião, uma boa gestão.

lê MAIS: Fábio Silva já se mostrava um bom talento em 2015

Espero que Fábio Silva tenha oportunidades para demonstrar o seu talento, e que seja bem trabalhado e acompanhado porque pode trazer mais-valias quer desportivas quer financeiras num futuro próximo ao FC Porto.

Foto de Capa: FC Porto

Artigo revisto por: Jorge Neves