spot_imgspot_img

    FC Porto 2-0 FC Vizela: Um dragão que decresceu a dificuldade de um gigante Vizela

    A CRÓNICA: DRAGÕES SUPERAM TESTE DIFICIL EM CASA FRENTE AO VIZELA

    Esta 19ª jornada do campeonato assistiu um confronto com uma dimensão componente tática de outra dimensão. Os Dragões receberam o visitante Vizela , que vinha para este jogo com o antecedente de complicar a vida aos outros gigantes nacionais, nas suas respetivas casas. Este jogo , contou com a demora dos azuis e brancos para abrir o marcador de jogo, que só aconteceu no minuto 41` da 1ª parte.

    De certa maneira, esperava-se que o Vizela viesse hoje ao dragão com a lição bem estudada, e foi exatamente isso que aconteceu. Durante quase toda a primeira parte, o Vizela conseguiu anular o jogo de construção dos dragões que até ao minuto 40 só tinha conseguido chegar enquadrado à baliza dos visitantes , uma só única vez.  

    A desmotivação de uma tática montada quase na perfeição, desmoronou-se no minuto 41 , que contou com um erro gravíssimo de Igor Julião, que ao perder uma bola para Evanilson, permitiu que o jogador do FC Porto pudesse assistir Pepê  para o golo inaugural da partida.

    A partir do golo portista, o intervalo serviu para que as equipas pudessem avaliar o que o jogo estava a proporcionar, e o que poderia ser feito para reverter situações não tão boas, dos respetivos processos táticos de ambas as equipas, visando essencialmente o FC Porto. Com a retoma da 2ª parte , o FC Porto conseguiu controlar a equipa do Vizela, através de uma boa gestão de bola, que proporcionou os seus frutos. O Vizela não fez nada que pudesse alterar a desvantagem do único golo que lhes desfavorecia, e não conseguiu rematar enquadrado à baliza de Diogo Costa.

    Com a tal gestão mais calma da equipa da casa, deu-se o momento tranquilo da noite para os portistas. Com uma boa jogada criativa de João Mário pelo corredor, um excelente cruzamento rasteiro do português serviu o iraniano Taremi, que, à porta da entrada para a área do Guarda-Redes Buntic, rematou também rasteiro para finalizar e concretizar o 2-0 final, para os Dragões.

    A partir do 2-0, os azuis e brancos acalmaram-se com a confortável liderança, dando-se a partir desse momento, as substituições que por natureza do resultado eram expectadas de serem realizadas.

    Dessas substituições, destaca-se a entrada de Vasco Sousa. O jovem internacional sub-21 português realizou a sua estreia no Estádio Do Dragão, para o campeonato português . O jovem médio de 19 anos conseguiu mostrar em campo, alguma da sua qualidade com bola, entre sprints e controlo de bola.

    A FIGURA

    Mehdi Taremi – O avançado Iraniano é novamente a figura deste encontro , não só pelo seu golo que terminou o seu jejum de quatro jogos consecutivos sem marcar, mas também pelo que consegue proporcionar à construção da sua equipa. O segundo golo foi extremamente importante, pois acalmou com a equipa portista e permitiu assegurar o conforto da vitória portista, à entrada dos minutos finais da partida.

    O FORA DE JOGO

    Igor Julião – A sua equipa conseguiu mostrar uma prestação coletiva muito impressionante, mas um momento de descalabro deste defesa lateral do Vizela, conseguiu danificar todo um plano tático surpreendente, trazido para o Estádio do Dragão. Num momento de desatenção imperdoável, Igor Julião proporcionou uma perda de bola para Evanilson que serviu Pepê , não perdoando à cara da baliza. Finalizou-se assim a jogada e confirmou-se o golo inaugural, nesta imperdoável desatenção do defesa do Vizela,  que destinou a derrota da sua equipa mesmo quase à chegada do intervalo.

    - Advertisement -
    spot_img

    Subscreve!

    Artigos Populares

    Redação BnR
    Redação BnRhttp://www.bolanarede.pt
    O Bola na Rede é um órgão de comunicação social desportivo. Foi fundado a 28 de outubro de 2010 e hoje é um dos sites de referência em Portugal.

    1 COMENTÁRIO