A CRÓNICA:  MAREGA E TAREMI RESOLVEM NUM JOGO BEM MAIS CALMO QUE O ANTERIOR

Depois de um 4-3 neste mesmo estádio, no fim de semana passado, FC Porto e CD Tondela entraram em campo determinados a mexer novamente com os corações dos adeptos, desta vez num jogo a eliminar, da quarta eliminatória da Taça de Portugal.

Numa clara fotocópia do que havia sido a partida entre estas duas equipas na semana transata, o FC Porto entrou praticamente a vencer com um golo caricato de Mehdi Taremi. Corona isolou o iraniano que, em esforço tocou para a defesa de Trigueira e acabou por levar autenticamente com a bola no corpo e viu esta entrar na baliza beirã.

As tabelas constantes e movimentações nas costas da defesa do Tondela iam resultando, mas faltava eficácia no momento da decisão. Quem aproveitou foi mesmo o conjunto de Pako Ayestarán que transformou um canto defensivo em golo. Murillo arrancou e ultrapassou Manafá, no dois para um contra Corona, tocou em João Mendes, que desmarcou Mario Gonzalez para atirar para um golo provável que Diogo Costa negou e, na recarga, João Mendes atirou para uma baliza deserta. Estávamos ainda no décimo oitavo minuto de jogo.

Aos 24′, Marega respondeu para o FC Porto. O maliano tabelou com Otávio que, na linha, cruzou atrasado com conta, peso e medida para o avançado que, de primeira, devolveu a vantagem aos dragões. Entre perdidas portistas e alguns alertas beirões, veio o intervalo com muitos ajustes certamente a serem feitos em ambas as equipas.

Anúncio Publicitário

A segunda parte foi de menor fulgor e trouxe até preocupações. Zaidu foi o homem em destaque no início do segundo tempo, com dois picos de velocidade tremendos, num deles a colocar Marega na cara do golo, mas com o maliano a desperdiçar frente a Trigueira. O lateral nigeriano teve de abandonar o terreno com dificuldades físicas aos 51′ e é, assim, uma dor de cabeça para Sérgio Conceição.

O jogo manteve-se morno, pacato, sem oportunidades em qualquer das balizas até aos 75′, quando o Tondela fez várias alterações e se lançou para a frente, com o objetivo de anular a desvantagem no marcador. As intenções foram as melhores do conjunto beirão, mas não sortiram efeito, já que o FC Porto se soube organizar defensivamente em quase todos os momentos. Nos que não soube, por exemplo, ao minuto 87′, em que Anne apareceu sozinho em frente a Diogo Costa para cabecear, o conjunto da beira alta não conseguiu aproveitar.

Luis Díaz ainda marcou para os dragões aos 88′, mas o golo foi invalidado por fora de jogo. O FC Porto segue, assim, em frente na Taça de Portugal, num jogo onde o destaque vai para a dupla Marega-Taremi, que não consegue parar de faturar.

A FIGURA

Fonte: FC Porto

Dupla de avançados do FC Porto – Taremi e Marega parecem estar a combinar bem e foram deles os dois golos que deram vantagem ao FC Porto.

O FORA DE JOGO

Fonte: FC Porto

Defensiva beirã – Mesmo com cinco defesas, o Tondela teve muita dificuldade em controlar a profundidade e a largura do ataque portista, sendo ultrapassados em constantes tabelas dos dragões.

ANÁLISE TÁTICA – FC Porto

O FC Porto apresentou-se em 4-4-2, à semelhança do que já tinha feito no primeiro jogo diante do Tondela. Os portistas procuraram explorar a largura e profundidade da defensiva beirã, principalmente através de tabelas entre os extremos e os avançados, com um avançado a tabelar e o outro, imediatamente, a desmarcar-se nas costas do defensor.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

 Diogo Costa (6)
Manafá (5)
Mbemba (6)
Diogo Leite (6)
Zaidu (6)
Corona (6)
Grujic (6)
Sérgio Oliveira (6)
Otávio (7)
Marega (7)
Taremi (7)

SUBS UTILIZADOS

Luis Díaz (6)
Romário Baró (5)
João Mário (5)
Toni Martínez (5)

ANÁLISE TÁTICA – CD Tondela

O CD Tondela manteve o 5-3-2 que assustou o FC Porto no jogo a contar para a Liga. Os beirões procuraram controlar os danos atrás e sair rápido, principalmente através de Murillo, para apanhar os dragões em contra-pé. Destaque ainda para mais um par de jogadas em que os defesas centrais subiram, com o recurso a tabelas, e chegaram a zonas de finalização.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Pedro Trigueira (6)
Bebeto (5)
Medioub (5)
Jota Gonçalves (5)
Enzo Martínez (5)
Khacef (5)
Jaquité (5)
João Mendes (6)
Jaume (6)
Murillo (6)
Mario González (6)

SUBS UTILIZADOS

Rafel Barbosa (6)
João Pedro (6)
Filipe Ferreira (6)
Anne (6)
Pedro Augusto (6)

BnR NA CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

FC Porto

Bola na Rede: Marega e Taremi voltaram a marcar, à semelhança do que já tinham feito na semana passada frente ao Tondela. Além dos golos, os dois juntos na frente dão-lhe mais soluções ofensivas?

Sérgio Conceição: É a dupla que escolhi para estes dois jogos, assim como tenho o Evanilson e o Toni Martinez. Os quatro avançados dão-me garantias.

CD Tondela

BnR: Apesar de marcar quatro golos no agregado destes dois jogos, sofreu seis. Pergunto-lhe que ilações defensivas há a tirar destes dois jogos?

Pako Ayestarán: Erros pontuais contra uma equipa que exige muito. O FC Porto é uma equipa que é capaz de criar muitas ocasiões em pouco tempo, de pôr muitos jogadores na grande área. Não houve erros coletivos, mas individuais. Foi mais pela exigência do rival do que por propriamente a equipa estar a defender mal.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome