O FC Porto, graças ao empate frente ao Manchester City, garantiu a passagem aos oitavos de final da Champions League e o consequente encaixe de milhões significativo para os Dragões.

Vamos fazer as contas. Só a presença na fase de grupos garantiu 41,8 milhões de euros aos cofres azuis e brancos. Mas o clube da invicta não ficou por aqui e tirou um bom proveito desta fase da prova.

O ponto conquistado na passada terça-feira, frente à turma de Guardiola, permitiu ao FC Porto amealhar 900 mil euros, aos quais se juntam mais 8,1 milhões pelas três vitórias anteriores. Tendo já garantido a continuação na competição, o bilhete para os oitavos de final vem acompanhado por um prémio de 9,5 milhões de euros.

 Até ao momento o clube angariou, tanto como, 60,3 milhões. Contudo, falta uma jornada e ainda há milhões para amealhar. Assim, estará em jogo, frente ao Olympiacos, um prémio de 2,7 milhões de euros, que em caso de vitória, daria um total de 63 milhões e em caso de empate 61,2 milhões.

Anúncio Publicitário

Uma vez que o mercado de inverno se aproxima, Sérgio Conceição e os dirigentes do FC Porto, podem optar por canalizar uma fatia desta receita para alguma contratação. No entanto, tendo em conta a atual situação financeira do clube, o facto de não haver receitas de bilheteira e o extenso plantel disponível para esta época, essa opção poderá ser um erro. Seria preferível o clube angariar o máximo que puder esta época tentando estabilizar a vertente financeira, renovar com os jogadores em risco de sair a custo zero, podendo assim, valorizar os mesmos e se pretenderem numa próxima época lucrarem com os seus passes.

Os milhões angariados nesta prova devem ser encarados como uma lufada de ar fresco para ajudar a estabilizar o clube a todos os níveis e não como uma oportunidade de investimento.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome