Desde o verão, que o nome de Pepê, futebolista do Grémio FPA, tem feito parte do dia-a-dia do FC Porto, já que foi público o interesse do emblema portista no jogador brasileiro. No entanto, esta “novela brasileira” parece estar a acabar e ao contrário de outras do passado… com um final feliz. É verdade, o acordo entre os dragões e o seu atual clube é dado como fechado, tanto em Portugal, como no Brasil, pelo que os dados que chegam ao público cifra-se numa transferência a rondar os 15 milhões de euros + 12,5% de mais valias + com a permanência do atleta até julho.

Deste modo, os dirigentes protistas conseguiram antecipar-se a uma forte concorrência, uma vez que também era de conhecimento geral o “cerco” protagonizado pelo FC Zenit São Petersburgo a Pepê, assim como do interesse mais leviano do Sevilha FC. Para este desfecho positivo, a vontade do jovem atacante foi decisiva, pois sempre mostrou que a sua escolha era o FC Porto e a imprensa dá essa vontade como elemento chave para a conclusão do negócio.

 Após, a saída de Everton “Cebolinha” para o SL Benfica, Pepê assumiu-se como o principal protagonista da equipa orientada por Renato Gaúcho. O extremo já regista 14 golos, no ano de 2020, o que evidencia bem da sua influencia no jogo ofensivo do Grémio FPA. Com isto, Pepê carateriza-se por ser um atacante com um bom drible, com boa manobra ofensiva, com uma capacidade técnica assinalável e com uma boa chegada à baliza, sendo que se apresenta como um misto de Otávio e Luís Diaz, na sua forma de atuar em campo.

É isto o que irá oferecer ao FC Porto, ou seja, criatividade, drible e golo, algo que todos os treinadores apreciam. Por outro lado, terá de melhorar a sua capacidade defensiva, requisito essencial para Sérgio Conceição, além de ser importante para a sua adaptação ao futebol europeu e ao próprio estilo do FC Porto.

Anúncio Publicitário

Assim, Pepê, à primeira vista, parece ser uma contratação audaz dos azuis e brancos, mas que têm tudo para dar certo e ser uma mais valia, tanto a nível desportivo, como a nível financeiro, porém só a partir de julho é que irá vestir a camisola do FC Porto.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome