Danilo Pereira tem sido uma das peças incontestáveis de Sérgio Conceição desde que chegou ao FC Porto, e as razões dessa titularidade garantida na maior parte dos jogos estão à vista de todos.

No entanto, face às lesões do médio português, principalmente na época passada, em que foi submetido a uma operação e esteve parado durante bastante tempo, urgia encontrar um substituto para jogar como pivot à frente da defesa. Loum foi o escolhido.

Chegou a Braga pelas mãos de Sérgio Conceição, que já na altura se havia apercebido da qualidade do senegalês, e transferiu-se para o FC Porto neste mercado de inverno. Emprestado pelos arsenalistas ao Moreirense FC, Loum foi peça fulcral para a época histórica que os cónegos estão a realizar, estando num confortável quinto lugar, à 21ª jornada, com mais pontos do que em toda a época passada.

Os dois médios possuem caraterísticas idênticas e muita qualidade. Com grande envergadura e fisicamente muito fortes, ambos conseguem ser úteis no jogo aéreo ofensivo e defensivo e ganhar no corpo a corpo a praticamente todos os médios e avançados, além de também protegerem com excelência a bola dos mesmos.

Apesar das lesões, Danilo é uma peça fundamental na equipa do FC Porto
Fonte: FC Porto

Aliada ao físico, está a técnica que ambos os médios possuem. A facilidade na condução de bola faz com que possam levar o jogo do FC Porto para a frente, criando superioridade numérica e aproximando o perigo da baliza adversária.

A segurança que ambos dão no miolo do terreno permite aos outros médios soltar-se e lançar-se para a frente, ocupando mais espaços junto da área adversária que, consequentemente, podem gerar mais golos.

A maior diferença entre os dois é o sentido posicional. Danilo restringe-se ao meio campo, servindo de âncora na circulação de bola ofensiva e na recuperação defensiva. Já Loum posiciona-se mais como um “box-to-box”, na medida em que ataca a área adversária e aparece em zonas de finalização, tendo, inclusive, três golos marcados na temporada antes da mudança para os dragões.

Veredicto:  Apesar de ambos terem uma qualidade inegável, a minha escolha vai para Danilo, por tudo o que dá ao jogo do FC Porto (ainda não tivemos a oportunidade de ver Loum estrear-se de azul e branco) e pelo capitão que também é em campo.

Foto de Capa: FC Porto

Artigo revisto por: Jorge Neves

Comentários