Sem futebol há um mês e com o regresso das competições ainda sem data prevista, o FC Porto tem tentado manter a proximidade com os adeptos através das redes sociais.

O clube tem feito várias publicações diárias – a recordar jogos e jogadores -, mas mais recentemente decidiu criar o espaço “FC Porto em casa“. Um programa dirigido por dois jornalistas do Porto Canal – Miguel Marques Monteiro e Rui Cerqueira – que tem contado com a presença de várias estrelas bem conhecidas que já passaram pelo clube.

Nessas conversas diárias, ao final do dia, as personalidades têm feito confidencialidades, revelando coisas que os adeptos não sabiam. Traz alguma nostalgia, mas, ao mesmo tempo, permite que os adeptos se mantenham ligados cada vez mais ao clube, numa altura em que tudo o que sirva de distração ajuda a quem tanto tempo está em casa.

Por entre tantos convidados, o programa contou já com a presença de Domingos Paciência e Maniche e, apesar de terem jogado em períodos diferentes, tinham o mesmo em comum: amor ao clube e títulos conquistados.

Anúncio Publicitário

A mística vivida dentro do balneário teve muito ênfase na conversa, com os dois a confidenciarem o espírito vivido nesses momentos por toda a equipa. Domingos Paciência reforçou aliás, a exigência vivida. “Tínhamos de nos superar, tínhamos de ganhar. E a maior parte das vezes isso acontecia”. Um pensamento que nos dias de hoje ainda revela a mística tão própria que o clube tem. 

Num dos programas houve também destaque para a presença do bi-bota Fernando Gomes. Um homem que será sempre uma grande referência para todos os apaixonados pelo clube e que ainda hoje faz parte da estrutura.

Muitos têm sido os momentos recordados e um deles foi a consagração do campeonato na temporada 2010/2011 em pleno Estádio da Luz. Um momento que marcou todos os jogadores e inclusive o treinador André Villas-Boas, e os jogadores Helton, Fernando e Fucile, que também fizeram parte do programa.

Mas muitas outras conquistas foram faladas, com o eterno capitão João Pinto a marcar presença e a relembrar saudosamente o seu percurso. No meio da conversa também teceu elogios ao capitão atual do FC Porto, Danilo Pereira, dizendo inclusive que está “contente por ver a grandeza do capitão”. É notório o respeito mutuo que antigos jogadores sentem pelos jogadores do plantel atual. O amor que os une ao clube será sempre o primeiro falar.

Muitas conquistas faladas, entre elas o mais recente campeonato em 2017/2018, com Diogo Dalot e Gonçalo Paciência a relembrar feito, e com Rúben Neves a manifestar o desejo de um dia ainda voltar ao clube.

Das confidências do balneário aos treinadores mais exigentes, um leque de vitórias e momentos partilhados por todos eles para todos nós.