MEIO-CAMPO

+ Danilo: Vários jogadores do meio campo azul e branco se foram destacando, a espaços, no decorrer da época mas nenhum apresentou a regularidade exibicional do internacional português. Época de completa afirmação para um jogador que dificilmente o FC Porto conseguirá segurar no próximo mercado de verão. Foi o patrão do meio campo portista. Dotado de um enorme pulmão, foi fundamental quer a defender, com inúmeros roubos de bola e segundas bolas ganhas, e a atacar, por via do transporte de bola, queimando linhas e empurrando a equipa para a frente. Surpreendeu pelas grandes melhorias no capítulo do passe, tanto curto como à distância. No meio campo do Dragão mandou Danilo Pereira.

Fonte : FC Porto
Fonte : FC Porto

– Herrera: Muito marcado por um erro que viria a dar o empate ao Benfica no Estádio do Dragão, o mexicano nunca conseguiu ser opção clara no onze de NES e nunca foi capaz de se exibir a um nível aceitável para os pergaminhos de um clube com a dimensão do FC Porto. Nunca foi um jogador unânime e depois desta temporada deverá ter perdido grande parte dos poucos créditos que ainda tinha. A saída poderá ser a solução mais evidente numa tentativa de recuperar os 10M€ investidos. Não acontecendo, Herrera terá que melhorar bastante o seu rendimento, principalmente no que toca à qualidade de passe, para que possa ganhar um lugar no FC Porto versão 2017/2018.