DEFESA

+ Felipe: Este central canarinho tem que ser encarado como uma das revelações da temporada. Era difícil destacar um elemento da defesa quando Marcano e Telles também se exibiram a altíssimo nível ao longo de toda a temporada mas pela exuberância, identificação com o clube e por ser, aos 27 anos, a sua primeira época no Velho Continente opto por entregar papel de destaque a Felipe. Fortíssimo no ar e na marcação, foi praticamente intransponível. É um central muito regular que não cede um único milímetro aos avançados. Apresentou-se em grande nível nas provas da UEFA. Pode melhorar no controlo da agressividade que por vezes levou a lances de bola parada potencialmente perigosos para a equipa.

Fonte : FC Porto
Fonte : FC Porto

– Layun: Depois de uma temporada bastante razoável no ano passado, o lateral mexicano eclipsou-se. Já se sabia que não era forte na vertente defensiva do jogo e isso terá pesado na opção de Nuno por Maxi. Ainda assim, o que mais surpreendeu foi a incapacidade de Layun para ser alternativa válida aos dois titulares. Sempre que foi chamado falhou e acaba a época atrás de Fernando Fonseca (jovem da formação) nas opções do treinador para as laterais.