Depois de Sérgio Conceição, foi a vez de Jesús Corona prolongar o vínculo com o FC Porto. O internacional mexicano prolongou o seu contrato até 2022, mantendo a cláusula de rescisão nos 50 milhões de euros. Como diz o ditado popular “gato escaldado de água fria tem medo” e, o FC Porto, não quis repetir a situação vivida com Marcano e Reyes na época passada e, possivelmente, com Herrera e Brahimi nesta época, com saídas a custo zero.

Jesús Corona terminava contrato em 2020 e era urgente a renovação porque entrando na próxima época em final de contrato o perigo de perder o jogador aumentava significativamente. Nos dias que correm e, como o mercado se encontra, é muito perigoso deixar um atleta começar a época com o contrato a terminar no final da mesma, porque os jogadores são aliciados com prémios de assinatura chorudos que o FC Porto não consegue acompanhar. Por isso esta renovação foi feita na altura certa e de forma cirúrgica.

O internacional mexicano está a realizar a melhor época de dragão ao peito tendo já realizado 42 jogos onde apontou cinco golos e fez 11 assistências. Jesús Corona é um “puro diamante” com características difíceis de encontrar no Futebol Mundial. A sua capacidade de jogar com a mesma qualidade com ambos os pés, a qualidade técnica acima da média, a facilidade que desequilibra no um contra um, faz de Corona uma peça preponderante neste FC Porto.

A renovação de Casillas deve ser anunciada brevemente
Fonte: FC Porto

Existem outros casos pendentes por resolver no que a renovações diz respeito. Fabiano, Casillas, Maxi Pereira, Herrera, Brahimi, Hernâni e Adrian Lopez terminam contrato no final da presente temporada. Fabiano, Maxi Pereira, Hernâni e Adrian Lopez não são peças fundamentais e não devem renovar até porque já não são propriamente jovens.

Anúncio Publicitário

Herrera e Brahimi são dois jogadores importantíssimos no plantel azul e branco mas dificilmente continuarão no Dragão, o clube já tentou por varias vezes a renovação mas as exigências pedidas pelos jogadores e as propostas de outros clubes dificultam a sua continuidade. A renovação de Casillas está praticamente acertada e até pode ser anunciada já na próxima semana. Vamos esperar que o encaixe recente com a venda de Éder Militão e os cerca de 80 milhões já arrecadados com a magnífica prestação na Liga dos Campeões permita ao clube uma última tentativa para segurar Herrera e Brahimi.

Foto de Capa: FC Porto

Artigo revisto por: Jorge Neves