fc porto cabeçalho

Os adeptos portistas têm finalmente um fim-de-semana com expectativa. O FC Porto vai marcar presença no mítico Estádio do Jamor juntamente com o SC Braga. Este jogo promete ser bastante equilibrado mas os Dragões, como é natural, são favoritos para ganhar o troféu e quebrar o jejum de títulos. Depois do discurso de “pré-época” de Jorge Nuno Pinto da Costa, chegou a hora do jogo decisivo. É essencial uma vitória dos Dragões para dar sentido ao discurso do presidente e para injetar otimismo na massa adepta e no plantel. Das muitas dúvidas que faltam dissipar para Domingo são as dúvidas relativamente ao onze. Qual será o onze mais justo? O onze que trabalhou mais durante a época e que seja capaz de garantir a 17º Taça de Portugal? Vou tentar responder da forma mais justa possível.

A baliza será entrega ao eterno capitão. José Peseiro já garantiu e tenho a certeza absoluta que Hélton vai assumir e vai responder da melhor forma. Um prémio justo para um guarda-redes que tem dezenas de jogos pelo FC Porto e que mesmo estando no banco por duas épocas consecutivas continua a trabalhar de cabeça erguida e apenas preocupado em servir o bom nome dos Dragões.

Anúncio Publicitário
Layún foi uma das boas surpresas desta época no Dragão Fonte: FC Porto
Layún foi uma das boas surpresas desta época no Dragão
Fonte: FC Porto

Maxi Pereira e Layún ocuparam bem as laterais depois da saída de Danilo e Alex Sandro. Com a falta de concorrência foram dos nomes mais constantes do quarteto defensivo azul e branco. Merecem o lugar nesta final e também, a presença no plantel do FC Porto para a próxima época com toda a justiça. Maxi já nos fez esquecer o seu antigo vermelho e Layún é uma das grandes figuras e surpresas do campeonato. O FC Watford ainda se deve questionar pelo valor tão baixo que impôs na cláusula de transfêrencia

O eixo central da defesa é o grande problema da equipa. No meio de tanta miséria, na minha opinião modesta, Martins Indi e Chidozie ainda conseguem ser os melhores entre os piores. Chidozie ainda tem capacidade de se potenciar e de se tornar um grande central mas ainda não o é. Já o internacional holandês é mais forte do que Marcano e espero que Peseiro não cometa o crime de colocar Danilo Pereira a central.