A nação portista aguarda com expectativa o arranque oficial da Liga NOS para testemunhar o primeiro “exame” a sério que a equipa de Nuno Espírito Santo vai se submeter. Afinal de contas, os movimentos que a SAD tem vindo a fazer ao longo do Verão não convenceram os adeptos da equipa azul e branca.

Pode-se mesmo dizer que a maior “aquisição” do FC Porto durante esta pré-época foi mesmo a afirmação de André Silva. O jovem ponta de lança português provou que é um jogador capaz de fazer a diferença mesmo com a sua tenra idade e já afastou Aboubakar e a possível concorrência do avançado belga Depoitre. Otávio foi também um dos destaques desta pré-temporada uma vez que o jovem jogador brasileiro convenceu a equipa técnica portista que seria melhor aposta do que o até agora titular indiscutível Yacine Brahimi. Apesar destas duas agradáveis surpresas, Marcano continua a ser um dos centrais de eleição e isso gera uma onda de desconfiança e de preocupação pelos adeptos.

Depoitre, o avançado belga que vai fazer concorrência a André Silva Fonte: FC Porto
Depoitre, o avançado belga que vai fazer concorrência a André Silva
Fonte: FC Porto

Apesar dos bons desempenhos feitos durante esta pré-época, Marcano já provou diversas vezes que não é um central de nível para ser titular em jogos de nível de exigência elevado na Liga Portuguesa e muito menos na Liga dos Campeões. É urgente a vinda de um patrão para comandar a defesa enquanto Felipe se adequa ao futebol europeu. Ricardo Carvalho está disponível para assinar a custo zero e quero acreditar que o experiente central português só ainda não assinou pelos Dragões porque está a ultimar as últimas condições com a SAD. O internacional português ainda é capaz de fazer uma época ao mais alto nível como provou no Europeu e é um jogador conhecedor do futebol português e com dezenas de jogos nas competições europeias. Seria a adição perfeita a uma defesa pouco experiente e que não ainda não convenceu a massa associativa.

Um dos muitos nomes apontados ao FC Porto durante o mês de julho foi Rafa. O jogador do SC Braga tem sido apontado aos três grandes, mas as exigências de António Salvador têm sido um entrave a qualquer negócio. No entanto, Rafa seria um jogador que pegaria de estaca na equipa de Nuno Espírito Santo. Afinal de contas o plantel dos Dragões não conta com soluções com muita qualidade na frente de ataque. Os jogadores mais credíveis são Corona, Brahimi e Otávio. Varela, Adrián López e Bueno são incógnitas no que toca a consistência e o argelino não têm a sua continuidade assegurada. Rafa já mostrou que é um jogador de dimensão maior do que o SC Braga e creio que, quando a SAD azul e branca garantir um encaixe financeiro significativo, o jovem internacional português entrará nas contas de Nuno.

Acredito que sejam estas as duas únicas necessidades que o plantel necessita de colmatar. Rafa e Ricardo Carvalho são os dois jogadores que poderiam fazer parte deste elenco e acrescentariam outra qualidade a duas zonas distintas do terreno. Resta esperar pelos próximos capítulos da habitual novela de mercado.

Comentários