Anterior1 de 2

Já não é apenas um rumor ou uma mera especulação, Pepê é oficialmente dragão até junho de 2026, num negócio que custou 15 milhões de euros aos cofres dos Dragões. O jogador, que era alvo do FC Porto desde o verão passado, chega assim à cidade Invicta depois de ter sido especulado o interesse do FC Zenit São Petersburgo e de clubes de Espanha, Itália e Inglaterra.

Porém, nenhum interesse foi declarado de forma oficial. De acordo com uma entrevista do Presidente do Grêmio ao canal de televisão oficial do clube brasileiro, o FC Porto tinha uma vontade enorme de contar com Pepê, sendo que o interesse por parte do jogador, em rumar aos dragões, foi crucial para a conclusão do negócio.

Anúncio Publicitário

Eduardo Gabriel Aquino Cossa, mais conhecido por Pepê, foi revelado pelo Foz do Iguaçu FC, clube modesto que detinha 30% dos direitos económicos do jogador de 23 anos. Para além do clube paranaense, Pepê também teve uma breve passagem pelos juniores do Coritiba FC, sendo posteriormente contratado pelo Grêmio para reforçar a sua equipa de sub-20.

A afirmação de Pepê na equipa gaúcha deu-se com a chegada do treinador Renato Portaluppi, onde o atacante começou a ter mais espaço na equipa principal, principalmente após a saída de Everton Cebolinha, contratado pelo SL Benfica no verão passado. Na temporada atual, o jogador já conta com 55 jogos e 15 golos, sendo nove deles no Brasileirão, três no Campeonato Gaúcho e três na Taça Libertadores da América.

Com a contratação de Pepê, os azuis e brancos passam assim contar com um extremo intensamente veloz que conduz muito bem a bola em progressão, tendo uma clara aptidão, ou podemos chamar de dom, no 1×1. De notar ainda a capacidade de se ligar com outros jogadores, através tabelas, o famoso “um-dois”, características estas que fazem lembrar Otávio, atual jogador do FC Porto.

Anterior1 de 2

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome