fc porto cabeçalho

Ernesto “El Tecla” Farías é com toda a certeza um nome que os adeptos do FC Porto ainda não esqueceram. Pisou terras portuenses pela primeira vez em 2007/2008 para jogar de dragão ao peito numa altura em que a aposta no mercado sul-americano era forte. Prova disso era o principal concorrente de Farías, de seu nome Lisandro López.

Começou a sua carreira futebolística como sénior no Clube Estudiantes de La Plata da Argentina em 1998. Foi lá onde recebeu a alcunha de “El Tecla” porque os colegas de equipa achavam que os seus dentes eram parecidos com teclas de piano. No total fez 96 golos em 205 jogos. Em 2004/2005, depois de brilhar na Argentina, arriscou uma mudança para a Europa e ingressou no US Palermo que competia ainda na Serie A, onde marcou dois golos em 16 jogos. Uma época infeliz para “El Tecla”. Regressou à Argentina, mais precisamente ao Clube Atlético River Plate e regressou também aos golos. Em três épocas fez 42 jogos e marcou 21 golos.

A 24 de julho de 2007 o FC Porto anunciava um acordo para a transferência de Ernesto Farías por quatro milhões de euros. Na primeira e segunda época, esteve tapado pelo seu compatriota Lisandro López que mostrava estar em grande forma. Só conseguiu jogar com regularidade no FC Porto no início do ano de 2008. Ainda assim terminou a primeira época com nove golos em 24 jogos e a segunda época com 15 golos marcados em 32 jogos, jogando quase sempre como suplente utilizado.

Sai Lisandro López e entra mais um sul-americano para o centro do ataque portista. Ernesto Farías não conseguiu agarrar a titularidade nas duas temporadas ao serviço do FC Porto e Radamel Falcão chegou para ser titular. Mais uma vez, Farías fica com lugar cativo no banco de suplentes e faz 10 golos em 27 jogos, um deles contra o FC Paços de Ferreira na Supertaça Cândido de Oliveira e outro frente ao SL Benfica para o campeonato. Apesar de nunca ter conseguido ser um titular indiscutível, mostrou ser um bom suplente para o FC Porto.

Anúncio Publicitário

No fim da época 2007/2008 sai do FC Porto e transfere-se para o Cruzeiro Esporte Clube do Brasil. Em dois anos realizou 28 jogos e marcou apenas 6 golos.

Em 2011/2012 regressa à Argentina para jogar no Club Atletico Independiente por empréstimo. Jogou lá durante dois anos e marcou 13 golos em 54 jogos. Ainda o mesmo ano viaja para mais um país sul-americano, o Uruguai, para jogar no Danubio FC. Fez balançar as redes adversárias duas vezes em 8 jogos.

Ernesto Farías alinha com 38 anos no Corporación Deportiva América de Cali
Fonte: CD América de Cali

Esteve afastado do futebol e em 2015 regressou para jogar no Corporación Deportiva América de Cali. Em três anos ajudou o clube a subir à Primeira Liga Colombiana e tornou-se um ídolo para os adeptos ao marcar 33 golos em 72 jogos.

Contudo, o seu palmarés resume-se apenas às três temporadas que passou em Portugal. Foi duas vezes campeão português, duas vezes vencedor da Taça de Portugal e conquistou uma Supertaça Cândido de Oliveira.

Farías estreou-se pela sua seleção em setembro 2005 frente ao Paraguai a contar para a qualificação para o Campeonato do Mundo e esse foi o único jogo que realizou pela “albiceleste”.

Foto de Capa: FC Porto

Artigo revisto por: Jorge Neves

Comentários