Perguntar a um adepto do FC Porto que memórias retém dos anos de Mariano González ao serviço dos dragões acaba por redundar numa inevitável conclusão: a noite de dois de fevereiro de 2010, no Estádio do Dragão, numa meia-final da Taça de Portugal com o Sporting CP. Encostado na esquerda do ataque, puxa para o meio e surpreende Rui Patrício com uma autêntica bomba. Um dos golos mais espetaculares que o novo estádio dos azuis e brancos já testemunhou. Reza a lenda de que bastava colocar a braçadeira de capitão no braço esquerdo para que Speedy González abrisse o livro e marcasse grandes golos. Atualmente com 37 anos e ao serviço dos argentinos do Club Atlético Cólon, Mariano González, prestes a pendurar as botas, pode olhar para trás e orgulhar-se daquilo que conseguiu.

Com 37 anos, Mariano González veste nos dias de hoje as cores do Club Atlético Cólon
Fonte: clubcolon

Ao serviço do FC Porto registou os melhores números da carreira: 114 jogos, dez golos e 13 assistências. Chegou aos dragões no verão de 2007, proveniente do US Palermo, a quem os portistas pagaram 1,2 milhões de euros por uma época de empréstimos. Depois de bem-sucedido na época de estreia em Portugal, a direção de Pinto da Costa optou por pagar mais 3,2 milhões de euros e adquirir em definitivo o passe do argentino. Os proveitos desportivos foram, no entanto, bem maiores do que os económicos na perspetiva do FC Porto, já que Mariano haveria de deixar a Invicta, a custo zero, rumo ao Club Estudiantes de La Plata em 2011, depois do contrato que o ligava ao dragão expirar.

Com passagens por Racing Club, US Palermo, Inter de Milão, Club Estudiantes de La Plata, Arsenal de Sarandí FC, Deportivo Santamarina, Club Atlético Huracán e Club Atlético Cólon, Mariano González contabiliza 348 jogos como profissional de futebol e 31 golos.

A nível de conquistas, regista três Campeonatos Nacionais, três Taças de Portugal, duas Supertaças, uma Liga Italiana, uma Supertaça Italiana e uma Liga Argentina ‘Apertura’. Apesar de não participar nessa campanha europeia, Mariano começou por fazer parte do plantel do FC Porto que conquistou a Liga Europa em 2011. Já na seleção argentina contabiliza nove internacionalizações e um golo apontado.

Foto de Capa: FC Porto

artigo revisto por: Ana Ferreira

Comentários