Posições a reforçar no mercado de Inverno | FC Porto

    - Advertisement -

    A equipa principal do FC Porto continua com as mesmas lacunas desde há muitos anos. A lateral direita, desde a saída de Ricardo Pereira para Leicester CFC, nunca mais teve um nome que fosse consenso para o universo portista, assim como a lateral esquerda, órfã de um jogador de qualidade inegável desde que Alex Telles foi vendido ao Manchester United FC.

    Embora no campeonato português essas fragilidades defensivas não sejam tão notadas, pois na maior parte dos encontros o FC Porto está em processo ofensivo, na verdade é que uma equipa com o poderio e o historial do FC Porto tem de ter no seu plantel duas opções de maior valia nas laterais, ainda para mais estando nos oitavos de final da Liga dos Campeões.

    Dado que isso poderia provocar um investimento muito grande, ainda por cima num mercado de inverno onde as equipas aproveitam para fazer ajustes ao plantel, e não grandes contratações como acontece no mercado de inverno, penso que o treinador do FC Porto poderia pensar cada vez mais numa possível alteração tática da equipa. O FC Porto poderia tentar encontrar no mercado de inverno uma boa oportunidade de negócio num defesa central, e alinhar com três centrais, principalmente nos jogos contra equipas de igual ou maior poderio.

    Desta maneira, e jogando em 3x4x3, o FC Porto poderia alinhar com Diogo Costa; Pepe, Fábio Cardoso e David Carmo (acredito na qualidade que demonstrou em Braga); nas alas poderiam jogar Galeno (já o fez em Braga), Pêpê, Zaidu, João Mário, Wendell, Manafá ou Rodrigo Conceição. Se alguns destes jogadores jogasse a ala, numa defesa com três centrais, as fragilidades defensivas destes jogadores não se notariam da mesma forma como se notam numa defesa a quatro.

    Pepê Mignolet Club Brugge KV FC Porto
    Fonte: Diogo Cardoso/Bola na Rede

    Outro aspeto a favor deste sistema é que permite que Galeno, Otávio e Pêpê joguem em simultâneo, sendo que só tem acontecido jogarem juntos porque Pêpê tem jogado a lateral direito, “mascarando” um pouco da sua qualidade ofensiva, pois tem de ter mais preocupações em defender.

    Assim, Pêpê poderia jogar na ala direita, Galeno na ala esquerda, no meio-campo Uribe e Eustáquio, e o trio de ataque composto por Otávio, Taremi e Evanilson.

    É essencial reforçar as laterais do FC Porto. No mercado de inverno é sempre difícil que ocorram grandes investimentos, no entanto, acho que uma mudança de tática poderia disfarçar as fragilidades nas laterais que a equipa tem, com a adição de mais um central ao onze inicial.

    Isto poderia ocorrer com a contratação de um central no mercado de inverno (destaco Vitão, jogador emprestado pelo FK Shakhtar Donetsk ao SC Internacional, e que seria uma grande aquisição), ou então aproveitando a equipa B, com um possível chamada de João Marcelo ou David Vinhas.

    - Advertisement -
    spot_img

    Subscreve!

    Artigos Populares

    De Vrij tem um pretendente em Espanha

    O defesa Stefan de Vrij, do FC Internazionale Milano,...

    Trippier renova contrato com o Newcastle

    O lateral direito Kieran Trippier renovou o contrato que...

    5 países com um novo selecionador para 2023

    O Mundial do Qatar 2022 (e o seu apuramento)...

    Marco Silva quer médio do Torino

    O Fulham FC, treinado pelo português Marco Silva, quer...

    Uruguai castigado de forma pesada por incidentes no Mundial 2022

    A FIFA aplicou pesados castigos a quatro jogadores da...
    Francisco Aidos
    Francisco Aidoshttp://www.bolanarede.pt
    O Francisco é natural de Viseu. É licenciado em Geografia pela Universidade do Porto e a frequentar atualmente o mestrado em ensino de Geografia na Universidade do Porto. Gosta de ver NBA, e em especial os Dallas Mavericks, mas o seu desporto de eleição é o futebol, e o FC Porto.
    Bola na Rede