logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

CD Santa Clara jogadores

CD Santa Clara 0-0 Belenenses SAD: Nulo no marcador… e na exibição

A CRÓNICA: JOGO FRACO NÃO SAIU DO ZERO

Um sábado solarengo juntou várias famílias no Estádio de S. Miguel, para a 27ª. Jornada da Primeira Liga, entre CD Santa Clara e o Belenenses SAD. Este último encontra-se com 17 pontos, ou seja, ocupa o último lugar na tabela classificativa. Já o Santa Clara, claramente mais confortável, com 30 pontos, é o 10º. classificado. Por motivos diferentes, a luta para conquistar os 3 pontos é iminente.

A primeira parte começava com um Belenenses SAD por cima da partida e uma entrada em falso do Santa Clara. Apesar do jogo ficar mais partido, a Belenenses SAD conseguia pressionar o Santa Clara e chegar mais facilmente à baliza deste. Por outro lado, os açorianos não conseguiam avançar no terreno nem encontrar espaço na profundidade.

Na segunda metade da primeira parte, a partida continuava algo lenta. Sem grandes momentos de perigo para ambas as equipas, o Santa Clara tentava mostrar-se mais desperto e a conseguir fazer alguns movimentos, mas não era suficiente para ser superior na partida. O árbitro apitava para o final da primeira parte de um jogo sem grandes oportunidades e algo lento.

Se a primeira parte havia sido pouco interessante, a segunda parte já foi diferente. As equipas entraram mais motivadas e com vontade de lutar.

Os “Bravos Açorianos” cresceram na partida e, por conseguinte, conseguiram chegar com mais facilidade à baliza da equipa da Belenenses SAD. Foram várias as situações de perigo, mas estava difícil a concretização do golo.

E assim se manteve. Apesar de mais alguma agressividade, esta não foi o suficiente para fazer a diferença. Jogo muito lento, sem grande qualidade técnica, que era o que se esperava desta partida.

O apito final confirmou o empate, num jogo sem grandes emoções. Os zeros no marcador foram o que ficou registado na partida de hoje.

A FIGURA

Fonte: Diogo Cardoso / Bola na Rede

Lincoln – Apesar de ter estado uns furos abaixo do habitual, o brasileiro foi o mais inconformado da equipa, merecendo o destaque de figura do jogo.

 

O FORA DE JOGO

CD Santa Clara
Fonte: Bola na Rede

Óscar Barreto- O colombiano mereceu um voto de confiança de Mário Silva e não correspondeu. Passou ao lado da partida, pouco acrescentou a nível ofensivo e acabaria por sair no início do segundo tempo.

 

ANÁLISE TÁTICA – CD SANTA CLARA

O Santa Clara alinhou-se com o esquema táctico 4-3-3. Mario Silva operou alterações ao xadrez utilizado habitualmente. Na baliza, Marco permaneceu intocável. Rafa Ramos, um autêntico dínamo, jogou pela lateral direita. No lado oposto, Paulo Henrique substituiu o habitual titular Mansur. Já no eixo central manteve-se a dupla Boateng e Tassano. No miolo do terreno, Mario Silva voltou a utilizar Anderson e Morita no miolo do terreno atrás do maestro Lincoln. Na frente, Barreto jogou na ala esquerda, Cryzan jogou descaído na ala direita, fazendo algumas diagonais , juntando-se a Rui Costa na frente, o homem mais adiantado da equipa.

 11 INICIAL E PONTUAÇÕES 

Marco Pereira (4)

Paulo Henrique (4)

Tassano (3)

Boateng (3)

Rafael Ramos (4)

Hide (4)

Anderson Carvalho (3)

Óscar Barreto (3)

Lincoln (5)

Rui Costa (4)

Cryzan (5)

SUBS UTILIZADOS

Ricardinho (4)

Allano (2)

Tagawa (2)

Mohebi (-)

 

ANÁLISE TÁTICA – BELENENSES SAD

O Belenenses SAD alinhou-se com o esquema táctico 3-5-2. Franclim apostou no seu esquema predilecto com algumas variações durante o jogo. Com bola, a equipa manteve o esquema de três centrais com Danny Henriques, Carraça e Yohan Tavares. Calila explorou a ala esquerda, baixando no terreno nos momentos defensivos e, na direita, Baraye fez o mesmo. No miolo, um trio: Sithole e embalo como pivots defensivos e Afonso Sousa como criativo. Na frente jogou Lica, sem posição fixa e a descair pela ala, e Abel Camará como homem mais adiantado.

 11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Luiz Felipe (3)

Carraça (3)

Tavares (3)

Danny (2)

Baraye (4)

Braima (3)

Yaya (2)

Sousa (3)

Diogo Calila (2)

Licá (4)

Camará (4) 

SUBS UTILIZADOS

Safira (3)

Rafael Camacho (3)

Sandro (-)

 

BnR na CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

CD SANTA CLARA

BnR: Viu-se um Santa Clara contrastante com os últimos jogos. Como explica a letargia da sua equipa hoje?

Mário Silva: Queremos preparar sempre para dar a melhor equipa a cada jogo. Hoje queríamos os três pontos, não conseguimos. Estamos tristes, desiludidos, a vitória ia permitir-nos estar mais tranquilos a sete jogos. Falei nisso no pré jogo, temos adversários que são muito competentes, como o Belenenses SAD. A nível de contas não está nada fechado. A forma como mexemos na equipa foi para tentar chegar ao golo, não conseguimos. Estamos desiludidos com o resultado. É de salientar que os jogadores deram o máximo e hoje não foge à regra.

 

Belenenses SAD

BnR: A Belenenses SAD hoje complicou bastante a estratégia a um Santa Clara que, em casa, costuma ser bastante forte. De que forma condicionou o jogo da equipa adversária?

Franclim Carvalho: Santa Clara é muito forte mesmo em casa, tem muita qualidade. Tentamos jogar sem bola. Procuramos sempre condicionar e os nossos três jogadores do meio fizeram um jogo táctico muito bom. Fomos pacientes sem bola, o Santa Clara é forte na frente e entre linhas, por isso vimos que tínhamos de criar dificuldades. Mas soubemos sofrer e soubemos controlar sem bola.

Artigo revisto por Joana Mendes

A Raquel vem dos Açores, do paraíso no meio do Oceano Atlântico. Está a concluir a licenciatura em Estudos Portugueses e Ingleses. Guarda os clássicos da literatura, a Vogue e os jornais desportivos na mesma prateleira.                                                                                                                                                 A Raquel escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

A Raquel vem dos Açores, do paraíso no meio do Oceano Atlântico. Está a concluir a licenciatura em Estudos Portugueses e Ingleses. Guarda os clássicos da literatura, a Vogue e os jornais desportivos na mesma prateleira.                                                                                                                                                 A Raquel escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

FC PORTO vs CD TONDELA