logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Estoril Praia jogadores

FC Vizela 0-1 Estoril Praia: Eficácia canarinha vale três pontos

A CRÓNICA: FC VIZELA JOGA BEM, MAS CONTINUA LONGE DOS BONS RESULTADOS

Primeira-parte do jogo entre FC Vizela e Estoril Praia com um início pouco intenso. Um jogo adormecido nos minutos iniciais, mas com muita luta a meio campo. Sinal mais para o Vizela que ia visando a baliza de Dani Figueira, criando duas oportunidades de perigo. O Estoril chegava à baliza de Buntic, muito graças à técnica de Francisco Geraldes e aos rasgos e velocidade de Rodrigo Martins, mas sem criar grande perigo. No entanto, a equipa de Álvaro Pacheco deixou-se adormecer no encontro e começou a ter muitas dificuldades em criar oportunidades. E acabaram por ser os homens da linha a marcar por Erison, após um pontapé de canto.

A partir daí o Estoril ficou mais confortável, defendo numa linha de cinco quando o Vizela tinha a bola e com forte marcação ao portador, o que fez com que a equipa da casa tivesse dificuldades em contornar essa linha defensiva, mesmo que tivesse mais iniciativa. O Estoril aproveitava a velocidade dos seus alas para, com poucos toques, tentar chegar à baliza do Vizela. Ao minuto 41 um dos momentos do jogo, grande penalidade controversa a favor do conjunto de Álvaro Pacheco e Ivanildo a atirar à barra. Ao intervalo, a vantagem do Estoril castigava a falta de ideias do Vizela no último terço do terreno.

A segunda-parte começou na mesma toada, Vizela com mais bola mas sem ideias no último terço. Fruto das substituições a equipa da casa foi crescendo graças a jogadores como Claudemir e Diego Rosa, que deram mais energia. Nelson Veríssimo percebeu que o Vizela ia ganhar ímpeto e começou a defender o resultado. O Vizela foi criando oportunidades mas não conseguiu chegar ao golo tão desejado, seja por Dani Figueira ou pela falta de pontaria. A equipa bem tentou mas não chegou ao empate e soma já o quinto jogo sem ganhar na liga. Um resultado injusto para a equipa do Vizela mas que castiga a ineficácia dos homens da casa e premeia o facto de o Estoril ter sido mais esclarecido durante o jogo.

 

A FIGURA

Dani Figueira – O guarda-redes do Estoril teve duas intervenções que acabaram por ser decisivas para segurar a vitória. É um dos diamantes em bruto do Estoril e mostrou o porquê de ser o titular.

 

O FORA DE JOGO

Kiko Bondoso FC Vizela
Fonte: Diogo Cardoso / Bola na Rede

Kiko Bondoso – No jogo 100 com o FC Vizela pedia-se mais ao Número 10. Muito apagado durante o encontro, foi o espelho do jogo mais cinzento do Vizela durante a maior parte da partida.

 

ANÁLISE TÁTICA – FC VIZELA

O FC Vizela alinhou com a habitual tática. As alterações que ocorreram foram no sentido de refrescar a equipa e todos elas foram “troca por troca”.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Fabijan Buntic (5)

Tomás Silva (3)

Ivanildo Fernandes (3)

Anderson Jesus (4)

Kiki Afonso (4)

Raphael Guzzo (4)

Alex Méndez (3)

Samu Silva (4)

Kiko Bondoso (3)

Milutin Osmajic (4)

Nuno Moreira (4)

SUBS UTILIZADOS

Claudemir (6)

Diego Rosa (5)

Alexander Schmidt (4)

Kévinn Zohi (4)

 

ANÁLISE TÁTICA – ESTORIL PRAIA

O Estoril Com 3 centrais ao ataque, mas defendeu com linha de cinco. Com o o decorrer do jogo, a equipa baixou as linhas, com a entrada de N’Diaye e de Lea Siliki.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Daniel Figueira (6)

Tiago Santos (5)

Bernardo Vital (5)

Pedro Álvaro (4)

Joãozinho (6)

Francisco Geraldes (6)

Loreintz Rosier (5)

João Carvalho (5)

Tiago Gouveia (5)

Erison (7)

Rodrigo Martins (6)

SUBS UTILIZADOS

Mor Ndiaye (5)

Léa-Siliki (5)

Alejandro Marqués (5)

Serginho (4)

Tiago Araújo (5)

 

BnR na CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

FC VIZELA

Bola na Rede: São cinco jogos sem vencer. O que é preciso para a equipa dar a volta a este momento?

Álvaro Pacheco: É normal quando não se ganha pegar-se nisso. Faço-lhe a pergunta, acha que alguma equipa foi claramente superior ao Vizela? Quero passar uma mensagem aos jogadores, para acreditarem no processo. As coisas vão acabar por acontecer. O que temos de melhorar é a serenidade e a capacidade de finalizar no último terço.

Bola na Rede: Já agora, um comentário ao jogo 100 de Kiko Bondoso?

Álvaro Pacheco: O Kiko é o nosso mágico, penso que é um jogador fora de série que chegou tarde à primeira divisão. Tem um percurso incrível aqui no Vizela, veio do CNS, e vai continuar durante muito tempo na primeira liga, pelo jogador e pela pessoa que é.

GD ESTORIL PRAIA

Bola na Rede: O Estoril esteve mais esclarecido durante a maior parte do jogo mas acabou muito retraído. O que mudou no jogo da equipa?

Nélson Veríssimo: Viemos aqui com o objetivo de ganhar o jogo. Nestas coisas temos de perceber que o jogo é dinâmico e reconheço que com mais um terminámos o jogo de uma maneira que não queríamos. Há ali um momento chave, estávamos a sair bem, e numa saída não demos saída ao nosso guarda-redes e o Vizela criou perigo; a equipa intranquilizou-se. Acabámos sem ter o controlo que tivemos durante o jogo todo. Temos de ser sensatos e reconhecer que não conseguimos fazer nos últimos quinze minutos aquilo que fizemos no restante jogo, por mérito do Vizela. Não podemos duvidar dos jogadores sempre que se atiram para o chão, porque tive jogadores que trabalharam condicionados durante a semana e quiseram dar o seu contributo. Foi um jogo com duas equipas a querer ganhar

Bola na Rede: Rosier saiu por questão tática ou física?

Nélson Veríssimo: Sentiu uma dor muscular, não era impeditivo de jogar mas não quisemos arriscar e daí a substituição.

O André apoia o Benfica, mas, acima de tudo, gosta de comentar o futebol em geral. Adora assistir às primeiras pré-eliminatórias das provas europeias e é fã do Stoke City.                                                                                                                                                 O André não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

O André apoia o Benfica, mas, acima de tudo, gosta de comentar o futebol em geral. Adora assistir às primeiras pré-eliminatórias das provas europeias e é fã do Stoke City.                                                                                                                                                 O André não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA