Cabeçalho Futebol Nacional

Até ao fim… Independentemente do «senhor de preto», como disse Fernando Oliveira, o Braga continua a lutar. Estou certo de que continuará a fazê-lo já na próxima segunda-feira, frente ao Benfica, para a meia final da Taça da Liga, apesar de todos os contratempos que hoje caem pelas suas costas…

Sou levado a acreditar que, se a nomeação da arbitragem recai sobre um critério circense, estas coisas acontecem. Aliás, quando no futebol a denominada «Luz branca» aponta para o juiz de jogo, algo está mal. Vamos lá deixar jogar à bola que é para isso que as pessoas vão ao futebol. Tirando todos os casos, casas, carros, fruta e afins, a verdade é que quem foi superior no decorrer da partida foi mesmo o Braga. Sempre à procura de mais.

Anúncio Publicitário

Apesar de termos visto um V. Setúbal aguerrido e com vontade de disputar a partida, a sorte acabou por sorrir aos arsenalistas. O destaque, no que toca a futebol, vai para Rafa, que desenhou, coloriu e ofereceu felicidade a todos os Braguistas, e em particular a todos. Porquê? Porque tanto o Rafa como o Braga mostraram, cada um à sua escala, pequenos gestos que fazem o mundo sorrir. Deixo aqui uma palavra enorme para o clube, que mostra através destas iniciativas solidárias para que serve de facto o desporto. Levar a felicidade a quem dela precisa e a recebe de braços abertos. Um sorriso: foi isso que o Braga deu ao mundo. Gostámos de continuar a dar o exemplo solidário.

Rafa brilhou ao serviço do SC Braga Fonte: SC Braga
Rafa brilhou ao serviço do SC Braga
Fonte: SC Braga

No futebol praticado, fica o resultado favorável ao Braga, onde é premiada essencialmente a crença e a atitude dos jogadores no que diz respeito a segurar os três pontos, jogando com nove unidades já numa fase final. Ao longo dos 90 minutos jogados, foram do Braga as oportunidades declaradas de golo. Josué e Hassan ainda tentaram. O primeiro até facturou a grande penalidade e ia surpreendendo Ricardo com uma bomba de livre directo. O segundo não desistiu. Do lado sadino, Vasco Costa e Costinha, marcadores dos golos, foram dos mais inconformados. Destaque ainda para Makuszewski, que lutou até não poder mais… Cinco golos ao todo. 3-2 no final das contas.

Algo de estranho se passou no jogo desta noite no Estádio Municipal de Braga. E parece que toda a gente percebeu o que correu mal… Paulo Fonseca e Quim Machado acham ter encontrado o denominador comum. Os adeptos também. Fernando Oliveira também. Eu também. Sérgio Piscarreta provavelmente…

A Figura:

Rafa – Mostrou hoje o porquê de ser um dos seleccionáveis.

O Fora-de-Jogo:

Sérgio Piscarreta – Piscou os olhos sempre que não devia…

Conferência de Imprensa:

Pedro Nuno Sousa (BnR): O que podemos esperar deste Braga até ao final da época?

Paulo Fonseca: Sempre os três pontos em todos os jogos, independentemente do adversário.

Declarações de Fernando Oliveira na zona mista: 

«O Penálti foi o lance que decidiu o jogo.» / «O Vitória esta época foi constantemente prejudicado.» /«Arbitragem deplorável.»