Anterior1 de 4Próximo

Rio Ave e Santa Clara inauguraram, esta sexta-feira, a 22.ª jornada da Primeira Liga no estádio dos Arcos. A partida terminou com a vitória por 2-1 da equipa dos Açores, que conseguiu concretizar as poucas oportunidades que teve à sua disposição, tal foi o domínio do Rio Ave.

Em Vila do Conde foi o Santa clara que conquistou os três pontos. Num jogo, no qual o Rio Ave demonstrou desde cedo querer ganhar, foi a eficácia da equipa de João Henriques que acabou por ser o fator decisivo.

Boa jogada do Santa Clara logo a abrir o jogo com um bom passe de Pineda a desmarcar Schettine que ganha na corrida a Rúben Semedo e isolado remata ao lado do poste direito da baliza defendida por Leo Jardim.

O jogo começou com ambas as equipas a terem sucesso nas transições ofensivas e a causarem problemas aos setores defensivos. Ia-se, nesta altura, assistindo a uma grande intensidade nas disputas de bola a meio campo, algo que permitia estas transições rápidas.

Entrámos nos vinte minutos de jogo com um grande remate de Bruno Moreira ainda de fora da grande área a obrigar Marco a defender com dificuldades para canto. O Rio Ave ia tendo, por esta altura, mais posse de bola e mais controlo do jogo.

Aos 28 minutos da partida, o Santa Clara chegou, contra a tendência do jogo, ao golo. Cruzamento a partir de uma bola parada de Bruno Lamas e Fábio Cardoso a saltar mais alto do que os defesas contrários e a cabecear sem hipóteses de defesa para o fundo da baliza.

Mesmo antes da recolha para os balneários o Rio Ave conseguiu ainda chegar ao golo do empate. Cruzamento na esquerda, Bruno Moreira a desviar a bola de Marco e a deixar a bola a pingar para Ruben Semedo encostar e se estrear a marcar pelos vila-condenses.

Murilo não conseguiu fazer a diferença
Fonte: Liga Portugal

A equipa da casa continuou por cima do jogo no início da segunda parte, criando dois lances perigosos no início da mesma.

Ao minuto 65, o Santa Clara conseguiu outra vez chegar à vantagem. O Rio Ave perdeu a bola no meio-campo, Francisco Ramos desmarcou-se bem e rematou forte para defesa incompleta de Leo Jardim. A bola sobrou para Schettine que rematou à meia volta para o fundo das redes com o guardião vila-condense a tocar ainda na bola antes desta entrar.

Said teve mais uma grande oportunidade para o Rio Ave marcar neste jogo. Galeno a passar a bola rasteira para o reforço de inverno da equipa da casa que de primeira desfere um remate potente a passar muito perto do travessão da baliza açoriana.

Mais uma chance de claro perigo por parte do Rio Ave. Desta vez foi Filipe Augusto que viu a bola pingar mesmo à sua frente e optou por rematar sem preparação. A bola passa, no entanto, mais uma vez muito perto da barra da baliza defendida por Marco.

Até final, viu-se o Rio Ave a investir cada vez com menos qualidade na procura do golo do empate. O jogo terminou, assim, com a vitória do Santa Clara que fica agora a apenas um ponto do Rio Ave e a ocupar provisoriamente o nono lugar da tabela classificativa.

 

Onzes iniciais:

Rio Ave: Leo Jardim, M. Reis (Said 70’), R. Semedo, N. Monte, Murilo (F. Coentrão 46’), Tarantini (Gabrielzinho 46’), B. Moreira, Diego L., F. Augusto, Nadjack, Galeno

Santa Clara: Marco, F. Cardoso, Ukra (Pablo Lima 73’), Pineda, César, J. Lucas, Kaio, B. Lamas (Chrien 63’), Francisco Ramos, Patrick, Schettine (Evouna 76’)

Anterior1 de 4Próximo

Comentários