A CRÓNICA: VARZIM SC CONSEGUE VITÓRIA COM PENÁLTI NO ÚLTIMO MINUTO

O Estádio do Fontelo foi placo do jogo de abertura da jornada 26 da Segunda Liga, que opôs Académico de Viseu FC e Varzim SC. Num duelo de “aflitos” na tabela, levaram a melhor os poveiros, que venceram por 0-1.

Os primeiros minutos de jogo mostraram a equipa poveira a tentar instalar-se no meio campo adversário, mas com o passar dos minutos foram os viseenses a equilibrar o jogo. De facto, aos poucos, o Académico foi começando a controlar a posse de bola.

Numa primeira parte com pouco para contar, foi já dentro dos últimos cinco minutos do primeiro tempo, com os academistas por cima no jogo, que o Varzim dispôs de uma grande penalidade “caída do céu”, cometida por Mathaus sobre Agdon. Contudo, num momento difícil da temporada para os poveiros, tudo parece correr mal: Isaiah assumiu a marcação e atirou à figura de Ricardo Fernandes, que nem precisou de se mexer para defender.

Anúncio Publicitário

O 0-0 aguentou-se até ao intervalo, numa primeira parte dominada pela equipa da casa, mas com a melhor oportunidade (de penálti) a ser a favor dos visitantes.

A começar a etapa complementar, Isaiah tentou logo redimir-se da grande penalidade falhada, mas Ricardo Fernandes voltou a impedi-lo de marcar, desta vez com uma defesa espetacular. Este remate mostrou a intenção dos poveiros, eles que voltaram a entrar melhor no jogo.

Contudo, à semelhança do que sucedeu no primeiro tempo, o Académico conseguiu equilibrar as contas e, algumas vezes, superiorizar-se, mas a nota dominante nesta segunda parte foi mesmo o equilíbrio. A partir dos 75 minutos, sensivelmente, as equipas começaram a parecer-se satisfeita em arrecadar um ponto cada uma.

Numa altura em que o 0-0 parecia prevalecer durante os 90 minutos, Diogo Santos joga a bola com o braço dentro da grande área e, assim, foi assinalada mais uma grande penalidade a favor do Varzim. Desta feita, Irobiso assumiu a responsabilidade e, ao contrário de Isaiah, na primeira parte, não vacilou. 1-0 para os poveiros em cima do fim do jogo.

Até final, ainda se assistiu a alguma confusão no relvado, com os viseenses a pedirem grande penalidade, mas o certo é que o resultado terminou mesmo em 1-0 a favor dos visitantes. Vitória do Varzim que, assim, soma três preciosos pontos.

 

A FIGURA

Yuri Viseu x Varzim
Fonte: Académico de Viseu FC

Yuri Araújo – Foi que mais se destacou na equipa que mais atacou. O extremo brasileiro tem estado em boa forma e tem sido titular indiscutível na equipa, apesar das várias mudanças de treinador.

O FORA DE JOGO

Momentos finais do jogo – Depois da grande penalidade convertida pelos poveiros, os viseenses pediram também a marcação de um penálti a seu favor. Contudo, nessa altura, os ânimos exaltaram-se muito mais do que o suposto. É certo que, no calor do momento, é difícil controlar as emoções, mas momentos destes são já recorrentes no futebol português. Assim, em nada se promove a modalidade.

 

ANÁLISE TÁTICA – ACADÉMICO DE VISEU FC

O técnico José Gomes fez alinhar os viseenses em 4-3-3, com Fernando Ferreira a ser o homem de maior projeção ofensiva entre os três do meio-campo. Muitas vezes fez companhia no centro do ataque a Ayongo, que teve a servi-lo, a partir das alas, João Vasco e Yuri Araújo. Nota ainda para Diogo Santos, médio defensivo do Académico, que se juntava muitas vezes aos centrais Pica e Mathaus, sobretudo no início da construção ofensiva.

11 INCIAL E PONTUAÇÕES

Ricardo Fernandes (6)

Tiago Mesquita (6)

João Pica (6)

Félix Mathaus (6)

Jorge Miguel (5)

Diogo Santos (6)

Kelvin Medina (6)

Fernando Ferreira (6)

Yuri Araújo (6)

João Vasco (6)

Paul Ayongo (6)

SUBS UTILIZADOS

Paná (5)

Anthony Carter (5)

Luisinho (5)

 

ANÁLISE TÁTICA – VARZIM SC

Os poveiros, comandados por António Barbosa, apresentaram-se no Fontelo em 4-3-3. Com André Leão, André Vieira e Isaiah na zona mais central do terreno, eram Fatai e Agdon os homens encarregues das laterais ofensivas. No centro do ataque esteve Irobiso, sempre muito isolado. Já na linha defensiva, Cerveira (pela esquerda) mostrou-se mais ofensivo do que Nélson Agra (pela direita).

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Ricardo Nunes (6)

Nélson Agra (6)

André Micael (6)

Luís Pedro (6)

Tiago Cerveira (6)

André Leão (6)

André Vieira (6)

Ahmed Isaiah (5)

Sodiq Fatai (5)

Agdon Menezes (5)

Irobiso (6)

SUBS UTILIZADOS

George Ofosu (6)

Nuno Valente (5)

Rui Moreira (5)

Lessinho (-)

 

BnR NA CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

Académico de Viseu FC

Não foi possível colocar perguntas ao treinador, José Gomes.

 

Varzim SC

BnR: Devido à ida de alguns jogadores às seleções, teve que fazer algumas alterações na equipa. O Agdon apareceu mais pela direita, apesar de estar habituado a jogar pelo centro. Esse fator retirou algum brilho à exibição do jogador?

António Barbosa: Relativamente às seleções e outras dificuldades que temos, o que importa é que os jogadores querem dar soluções. É verdade que o Agdon costuma aparecer na ala e, algumas vezes, coloca-se mais no centro, mas ele já está habituada mais na faixa e tem estado bem aí.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome