sporting cp cabeçalho 2

Este início de época está marcado pelo surgimento do “Vídeo Árbitro”. Ainda agora a procissão vai no adro e muita tinta já correu sobre este tema… A verdade é que ainda há muito a afinar e muita desconfiança ainda prevalece sobre este sistema.

Ainda falta alguma clareza no método de escolha do árbitro, nomeadamente em relação a quando é que deve ser aplicado e quando deve ser pedida a ajuda. No fundo não muda muito, porque no final é sempre o árbitro quem manda! Mas claro que os lances nos minutos finais vão rebentar com o coração de muitos adeptos e treinadores. Agora, mais que nunca, o psicológico ganha importância fundamental. E talvez a coach Susana Torres tenha agora mais trabalho que nunca.

É preciso que os jogadores tenham estabilidade mental para aguentar os 90 minutos + o tempo de desconto dado pela equipa de arbitragem e não cometer erros infantis como os que têm cometido até agora.

Agora é afinar o sistema e esperar que os árbitros não tenham medo de colocar as regras em prática, doa a quem doer. Será que esse medo vai deixar de existir? Fonte: www.sporting.filtro.pt
Agora é afinar o sistema e esperar que os árbitros não tenham medo de colocar as regras em prática, doa a quem doer
Fonte: www.sporting.filtro.pt

O lema “o jogo só termina com o apito do árbitro” agora vai ter de ser levado à letra. E isso é mau? Não!! Profissionaliza o futebol ainda mais. Agora os jogadores têm de ser ainda mais completos e a parte mental ganha um valor fulcral. Já não basta estacionar o autocarro atrás e esperar que o árbitro não tome nenhuma decisão polémica aos 90 minutos.

Anúncio Publicitário

E chorar sobre o leite derramado também não vai resolver nada. Mas, para tal, é preciso criar um clima de confiança no mundo do futebol. É preciso que seja dada a mesma cobertura aos clubes “pequenos” e “grandes” e é preciso que os clubes grandes não venham criar entraves à verdade desportiva. Claro que o Vídeo Árbitro não dá jeito, incomoda e até pode vir a mexer com a hegemonia de certos clubes nos últimos anos. Claro que dói quando estamos confortáveis numa posição de liderança, em que não somos incomodados, e de repente são tomadas decisões contra nós que antes raramente nos prejudicavam.

Agora é a doer!!! Vem aí a verdade desportiva!!! Será que todos vão aguentar?!

Foto de Capa: www.maistecnologia.com