sporting cp cabeçalho 1

Ou pelo menos tinha alguma razão. Alguém disse, há pouco tempo, que iria conseguir ser campeão europeu com jogadores da sua formação.

Olhando para o jogo do Sporting em Madrid, e contando os jogadores “made in Alcochete” que jogaram nesse encontro, parece possível que essa premonição aconteça. A verdade é que fica mais fácil quando temos já na nossa equipa três campeões europeus. Mas do outro lado estava também um campeão europeu, por coincidência também de Alcochete, que decidiu mostrar toda a sua enorme qualidade. Caro sócio 100.000, aquela simulação era escusada.

Mesmo assim não vou ser tão incisivo como o outro, e vou dizer apenas que, com uma equipa baseada na sua formação, o Sporting CP conseguiu lutar de igual para igual com um dos maiores da Europa e do Mundo. Não posso ir mais além disto, até porque, apesar do grande jogo, perdemos.

A realidade é que já alcançámos o que outros ambicionam, ou pelo menos estamos mais perto disso. Ah, e a espinha dorsal da selecção campeã europeia também saiu da nossa formação. Ao que parece é possível, e os resultados vão aparecendo para os lados de Alvalade, porque para um clube que há poucos anos estava falido são estas pequenas vitórias (morais ou não) que nos fazem crescer e ganhar o respeito de qualquer adversário ou possível patrocinador. Tenho a certeza de que, ontem, muita gente de todo o mundo se entusiasmou com o que jogaram os de verde em Madrid. Uns prometem, outros fazem. E ontem viu-se um novo episódio disso mesmo.

Anúncio Publicitário
1
2
Artigo anteriorGirabola – A Festa do Futebol
Próximo artigoFrancesco, Il Santo
Nascido no seio de uma família adepta de um clube rival, criou ligação ao Sporting através de amigos. Ainda que de um meio rural, onde era muito difícil ver jogos ao vivo do clube de coração, e em tempos de menos pujança futebolística, a vontade de ser Sporting foi crescendo, passando a defender com garras e dentes o Sporting Clube de Portugal.                                                                                                                                                 O Nuno não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.