Anterior1 de 2Próximo

sporting cp cabeçalho 2

Tenho vindo a referir consecutivas vezes nos meus artigos, a incapacidade do Sporting para levar o seu jogo ofensivo para terrenos mais interiores, jogar entre linhas ou criar desequilíbrios juntando a linha média à linha ofensiva.

A equipa de JJ baseia o seu futebol, como tenho escrito, maioritariamente na exploração do talento de Gelson Martins, na forma como explode pelo flanco direito, e do acerto de Bas Dost! Comparando com o ano passado, os leões criam de facto muito menos ocasiões claras de golo e, a meu ver, isso deve-se fundamentalmente à falta de alguém que saiba pensar jogo e descobrir caminhos menos óbvios em direcção às redes adversárias.

No modelo de jogo que Jorge Jesus há vários anos escolheu para ser o seu, a presença de um homem que execute o papel de segundo avançado / terceiro médio é fundamental, é imperioso. Na forma de jogar do ano passado, JJ conseguiu incutir em dois jogadores essa forma de estar em campo: com João Mário, oscilando constantemente entre ser um homem de linha e um pensador de jogo pisando terrenos interiores, e com Teo Gutiérrez ou Montero, sendo avançados soltos que constantemente descaíam para os flancos ou para a zona da meia lua, mas que ao mesmo tempo sabiam aparecer com qualidade e incisão em áreas de finalização.
E de facto o Sporting não tem neste momento, com qualidade pelo menos, jogadores que consigam executar de forma tão exímia as tarefas que acima referi.

Anterior1 de 2Próximo

Comentários