Anterior1 de 2Próximo

Excelentíssimo senhor Presidente do Sporting Clube de Portugal,

As eleições estão marcadas para sensivelmente de hoje a um mês. E hoje, enquanto lhe escrevo esta carta aberta, tenho de não só vestir a pele de redator do Sporting aqui no Bola na Rede, mas também a pele de sócio e adepto do Sporting. E deixe que lhe diga que é com muita tristeza que assisti aos últimos acontecimentos em torno do nosso clube. Acho que nem o facto de termos ficado em sétimo lugar há uns anos atrás me deixou a sentir tão triste como agora. Primeiro o falhar redondamente no final do campeonato, passando ao lado do acesso a um dos nossos maiores objectivos: a Liga dos Campeões. Depois o ataque à Academia e tudo o que se sucedeu devido a esse ataque, onde nove jogadores quiseram rescindir por justa causa. Na altura perguntei-me várias vezes: podem mesmo cerca de 50 adeptos estragarem o futuro de um clube? E penso que a resposta é inequívoca: Sim!

Há vários dados em relação ao ataque que têm de ser esclarecidos porque penso que ainda se vive e se trabalha muito na base do “diz que disse” e não há certezas de nada. A verdade é que nenhum jogador formado na Academia do Sporting regressou após a justa causa e podemos considerar apenas que Gelson foi para um clube melhor. Mas quero reforçar – e espero que no seu mandato – possa fazer coisas muito boas, é tomar medidas em relação a isto. Para mim provavelmente apenas Bas Dost tem razões de justa causa.

Bas Dost foi um dos principais visados no ataque à Academia
Fonte: Sporting CP

Mas os restantes? Que justa causa? E mesmo Bas Dost que foi agredido e voltou? Não temem mais os assaltantes? Posto isto, nenhum jogador poderá alegar justa causa, isto foi um golpe de teatro bem montado e aproveitaram-se do nosso clube, do Sporting, para ter benefícios, principalmente financeiros. Por outro lado, temos jogadores que sentem o clube, que querem vestir a nossa camisola mais do que tudo, como Francisco Geraldes que reclamava por uma oportunidade merecida e que é “corrido” do clube e os que regressam são depois beneficiados com a braçadeira de capitão e mais salários? Isto é grave.

Com isto quero-lhe dizer que é importante os jogadores não terem este tipo de acções no futuro do clube, onde os jogadores são as pessoas que decidem o futuro deles e do clube. O clube tem uma hierarquia e o senhor Presidente é a entidade máxima, que deverá defender os superiores interesses do Sporting, sem deixar que alguém lhe diga o que deve fazer. Sem ir em esquemas de empresários ou fundos. O Sporting terá de zelar sempre pela verdade desportiva, pelos valores éticos e morais, coisa que neste caso não foram respeitados.

Como disse, zero jogadores da formação regressaram, pergunto: formamos jogadores na Academia como Ronaldo ou Figo, mas andamos a regredir nisso? Ou formamos jogadores e não formamos homens? Não sei qual será a melhor solução para o caso, se é necessário um maior apoio psicológico regular junto dos jogadores ou apoio familiar de modo a que os jogadores se sintam mais motivados, mas a verdade é que andamos a falhar redondamente neste capítulo. Portanto quero-lhe dizer que espero que o senhor, enquanto entidade máxima do nosso clube, leve os casos para a FIFA para o Sporting ser ressarcido do que tem direito por dever e que melhore também toda a estrutura da Academia, para mudar este paradigma e este modus operandi.

Anterior1 de 2Próximo

Comentários