logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Sporting Marítimo

CS Marítimo x Sporting CP | Os Barreiros que custam a escalar

Liga Portugal, Jornada 24 – CS Marítimo x Sporting CP: sábado, 18h00, 26 de fevereiro de 2022

ANTEVISÃO: MADEIRA DE DIFÍCIL MOLDAGEM

A jornada 24 vai colocar no caminho do Sporting CP um dos adversários mais difíceis de vencer, principalmente quando se defrontam nos “Barreiros”.

OS DUELOS NA MADEIRA NUNCA SÃO FÁCEIS PARA OS LEÕES. QUAL É QUE ACHAS QUE VAI SER O RESULTADO? APOSTA COM A BWIN

A equipa do Sporting irá jogar antes do seu adversário directo na luta pelo título de campeão nacional, e por isso, contra a equipa madeirense, deve entrar em campo com uma mentalidade forte, de não deixar o jogo correr dando azo a que o adversário comece a sentir-se confortável e capaz de discutir o jogo com o campeão nacional.

Tradicionalmente, para o Sporting, os jogos disputados no Funchal são sempre muito complicados, e em casa do CS Marítimo, desde 2015 até aos dias de hoje, os leões só conseguiram ganhar uma vez, que foi no ano passado quando se jogou a jornada 17 do campeonato nacional. Mas foi também nesse campo que, nesse mesmo ano, a equipa leonina foi eliminada da taça de Portugal.

Este jogo, para além das dificuldades historicamente comprovadas, comporta ainda mais alguns contratempos para a equipa de alvalade, uma vez que tem vários jogadores normalmente titulares impedidos de poder ir a jogo. Nomeadamente Palhinha, Sarabia e Tabata castigados, assim como Pedro Gonçalves lesionado.

A ausência de Palhinha, apesar de sempre importante, não me preocupa tanto principalmente pelas provas de competência e qualidade que Ugarte tem dado sempre que foi chamado para ocupar o lugar. Aliás, e por muito que posso parecer heresia, estou capaz de dizer que o uruguaio está a atravessar um melhor momento de forma do que Palhinha. Seja como for, tanto um como o outro são jogadores de enorme qualidade.

A minha maior preocupação deve-se à ausência, em simultâneo, das duas peças mais importantes no ataque. Falo de Sarabia e Pote. Com estes dois jogadores impedidos de jogar poderia criar-se o cenário ideal para Ruben Amorim experimentar um novo esquema táctico que comportasse Paulinho e Slimani?

Acredito que, pela dificuldade que o jogo pode vir a apresentar, talvez não seja o melhor momento para mudar rotinas, no entanto estes dois avançados já jogaram em simultâneo no esquema habitual do treinador leonino. De qualquer forma acredito que o jogo comece com Nuno Santos e Edwards nos lugares do Pablo e do Pedro, podendo depois, caso o jogo não esteja resolvido, entrar Slimani para jogar com Paulinho na frente.

Sejam quais forem os jogadores, e independentemente do esquema táctico, para vencer este jogo, o Sporting terá que ser muito pressionante durante os noventa minutos mais descontos, muito intenso, sem nunca relaxar, correndo o risco de, caso não o faça, não conseguir pressionar o adversário que segue à nossa frente no campeonato.

 

 

10 DADOS RÁPIDOS

1. A maior vitória do CS Marítimo, nos Barreiros, contra o Sporting, foi de 3-0 na época de 2004/2005.

2. A maior vitória do Sporting no estádio dos Barreiros foi na longínqua época de 1938/1939, em que o marcador ficou nos 0-6.

3. O resultado que mais vezes se registou entre estas duas equipas no Funchal foi de 2-1 favorável aos leões, por oito vezes.

4. As equipas já se defrontaram por 104 vezes, tendo a equipa do Sporting ganho 72, o Marítimo 17, e tendo dado empate por 15 vezes.

5. Na ilha da madeira defrontaram-se por 49 vezes, tendo o Sporting ganho 29, perdido 12, e empatado 8.

6. O Sporting marcou em 87 por cento dos encontros disputados.

7. O Marítimo marcou em 57 por cento dos encontros disputados.

8. Contra o  CS Marítimo, o Sporting já conseguiu uma série de 16 jogos sempre a vencer, e 20 sem perder.

9. A maior série de jogos que o Sporting teve sem vencer contra a equipa insular foi de 4 jogos. A perder, foi duas.

10. O último encontro entre estas duas equipas foi em Alvalade, em que os leões conseguiram uma vitória difícil, de grande penalidade, nos últimos instantes do jogo.

 

JOGADORES A TER EM CONTA

Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

Ali Alipour – O avançado iraniano de 26 anos é o melhor marcador da equipa madeirense. Dos 28 golos já marcados pela equipa maritimista no campeonato, 6 são da conta pessoal do avançado internacional pelo Irão. Movimenta-se bem dentro da área sem se dar muito à marcação dos centrais, e com bom poder de finalização.

 

Sporting Marítimo
Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

Matheus Nunes – O médio luso-brasileiro já demonstrou a todos a sua qualidade técnica, estando também a melhorar muito em termos tácticos a ponto de até já Guardiola o ter notado. Será com toda a certeza o motor ofensivo do Sporting, sem descurar o equilíbrio defensivo no meio campo em apoio a Ugarte.

 

XI’S PROVÁVEIS

CS Marítimo: Paulo Victor, Vitor Costa, ZAinadine júnior, Matheus Costa, Tim Soderstrom, Henrique Rafael, Stefano Beltrame, Ivan Rossi, Rafik Guitane, Joel Tagueu e Ali Alipour

Treinador: Vasco Seabra

“Sabemos que o Sporting vem com tudo, e nós vamos entrar com tudo também, para que o jogo seja competitivo e emotivo.”

Sporting CP: António Adán, Gonçalo Inácio, Sebastian Coates, Zouhair Feddal, Pedro Porro, Manuel Ugarte, Matheus Nunes, Matheus Reis, Marcus Edwards, Paulinho e Nuno Santos.

Treinador: Rúben Amorim

“O Marítimo não tem grande responsabilidade, enquanto nós temos de ganhar e jogar bem, que é o que nos compete. Não podemos deixar o terceiro aproximar-se e queremos chegar ao primeiro… O Marítimo na Madeira é sempre um adversário complicado.”

Artigo revisto por Joana Mendes

Nascido no seio de uma família adepta de um clube rival, criou ligação ao Sporting através de amigos. Ainda que de um meio rural, onde era muito difícil ver jogos ao vivo do clube de coração, e em tempos de menos pujança futebolística, a vontade de ser Sporting foi crescendo, passando a defender com garras e dentes o Sporting Clube de Portugal.

Nascido no seio de uma família adepta de um clube rival, criou ligação ao Sporting através de amigos. Ainda que de um meio rural, onde era muito difícil ver jogos ao vivo do clube de coração, e em tempos de menos pujança futebolística, a vontade de ser Sporting foi crescendo, passando a defender com garras e dentes o Sporting Clube de Portugal.

FC PORTO vs CD TONDELA