Nos últimos dias, tem-se falado da hipótese de o Sporting CP voltar a formar uma equipa B, uma vez que o escalão de sub-23 parece não oferecer a competitividade necessária para a formação dos atletas da Academia.

O Sporting CP já teve em tempos uma equipa deste tipo que atuou na Segunda Liga, como certamente se lembrarão. Contudo, a equipa desceu de divisão e, segundo revela Bruno de Carvalho no seu livro, à época, este considerava que era desnecessária a existência da mesma, decidindo-se pela criação de uma equipa para o campeonato de sub-23.

Dos três grandes, os leões são o único clube que não tem qualquer equipa inscrita no segundo escalão do futebol português. Apesar do bom desempenho de alguns jogadores, como são os casos de Ricardo Esgaio e João Mário, a verdade é que tal aposta parece não ter sido suficiente para a direção do Sporting CP ter mantido a equipa, mesmo que no Campeonato de Portugal; um campeonato que cada vez mais tem subido de nível.

A equipa B foi uma fórmula bem sucedida para alimentar a equipa principal leonina
Fonte: Sporting CP

Na minha opinião, ter equipa B é mais proveitoso do que ter um plantel de sub-23. Isto porque a Segunda Liga é extremamente exigente com equipas seniores com grande experiência que lutam por objetivos específicos, seja a subida ou a não descida. Nessas partidas, os jogadores enfrentam adversários com um ritmo competitivo diferente, muitos deles com mais anos de futebol nas pernas.

Relativamente ao Campeonato de sub-23, é, para mim, uma prova onde não há grande exigência. Só o facto de ter jogadores até aos 23 anos faz com que se retarde cada vez mais o seu amadurecimento. Para além disso, não há grandes ambições na prova. Ser campeão ou não ser, significa quase o mesmo, apenas dá algum estatuto a quem acaba por levantar o troféu. Mas questiono, as equipas que não vencem, o que perdem com isso?

Jogar num campeonato só de jovens não é o mesmo que jogar numa divisão com tanta experiência e qualidade. É preciso lembrar que muitos dos jogadores destas equipas podem ser chamados ao plantel principal quando necessário. E o leitor, o que acha? Um jogador estará mais preparado fisicamente se atuar semanalmente com jogadores mais velhos e numa competição a sério, ou estará melhor disputando partidas com equipas jovens e inexperientes que raramente apresentam uma intensidade elevada nos jogos que disputam? Para mim, a resposta é óbvia.

Concluindo, veria com bons olhos a constituição de uma equipa B para o Sporting CP, e diria que seria uma (das muito poucas) boa decisão de Frederico Varandas. No entanto, ainda muito falta até ao final da época, e este tema será certamente abordado num futuro próximo. Espero que a decisão seja positiva. A formação dos leões e os seus jogadores precisam.

Foto de Capa: Sporting CP

Artigo revisto por Joana Mendes

Comentários