Estoril Praia SAD 0-1 Sporting CP: Leões voltam às vitórias no Coimbra da Mota

    - Advertisement -

    A CRÓNICA: SPORTING CP NÃO ENCANTA MAS LEVA OS TRÊS PONTOS

    Muito fairplay mesmo antes do apito inicial. A equipa dos leões entrou no relvado estorilista sob aplausos dos adeptos verdes e brancos depois da goleada de quarta. Do outro lado também houve tempo para bom desportivismo. Daniel Bragança, jogador que esteve emprestado ao Estoril, é também recebido com aplausos pela equipa da linha.

    A primeira parte foi a lume brando. O Sporting conseguiu ter mais bola, mas demorou até ser eficaz na progressão e a ser pragmático na frente de ataque. O Estoril ia dando a iniciativa ao adversário e, ao mesmo tempo, tentava não “desmanchar” o seu bloco defensivo. Para atacar, a equipa da linha apostou sobretudo na velocidade e verticalidade. Com destaque para Arthur no lado esquerdo. Estava a ser um jogo pouco intenso onde quem, até certa altura, até ia impondo mais velocidade no processo ofensivo era o Estoril.

    Ainda assim, a equipa da casa queria que os leões assumissem as despesas do jogo. E o Sporting ia sentindo isso mesmo. O conjunto de Alvalade viu-se obrigado a trabalhar mais o seu jogo, uma vez que do outro lado estava um adversário em que todos os jogadores estavam recuados no seu meio-campo defensivo menos Ruiz. O final da primeira parte, ainda assim, foi mais animado. O resultado manteve-se nulo, mas muito por causa do grande trabalho dos dois guarda-redes que estavam em campo a defender as suas balizas.

    Começada a segunda parte e permanecia a sensação de que, apesar de estar a controlar, o Sporting tinha de ser mais intenso se queria fechar o mau ciclo que enfrentava. Continuavam as muitas dificuldades para encontrar caminhos em zonas de finalização. Talvez a entrada de Jovane estivesse a pedir soluções para isso mesmo.

    Aos 67 minutos de jogo, desbloqueio no resultado. Dani Figueira falha a interceção e pontapeia Paulinho dentro da área. Amarelo e grande penalidade assinalada pelo árbitro Tiago Martins convertida por Pedro Porro. O Sporting ia vencendo por 0-1 mas sem convencer dentro das quatro linhas. Pelo menos sem grande brilhantismo. Mas a verdade é que o Estoril também estava incapaz de aproveitar uma noite desinspirada da armada leonina. O Sporting baixou a intensidade, o ritmo, concedeu até mais posse ao adversário. Ia controlando o resultado mas tirando o pé do acelerador sendo que tinha o resultado a seu favor. Resultado esse que se manteve até ao final mesmo com uma clara gestão por parte dos leões depois do golo. O Sporting volta assim à vitórias na Liga.

     

    A FIGURA

    Sporting
    Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

    Palhinha – É um jogador de uma entrega deliciosa. A evolução que tem tido e a importância que vai ganhando no Sporting de jogo para jogo é notória. Hoje foi mais uma noite de grande qualidade e entrega por parte do médio e a nota de que um dos maiores reforços do plantel leonino esta época foi manter algumas peças-chave. Palhinha pode ser considerada uma delas.

    O FORA DE JOGO

    Sporting
    Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

    Dani Figueira – Acaba por sentenciar a partida mesmo depois de ter salvo a equipa em momentos de aperto na primeira parte. A má abordagem ao lance em que atinge Paulinho acaba por ditar o resultado e o resto da partida. Amarelo e grande penalidade convertida por Pedro Porro. Uma noite ingrata para o guarda-redes.

     

    ANÁLISE TÁTICA – ESTORIL PRAIA SAD

    O Estoril entrou neste jogo no seu 4-2-3-1 que acaba por se tornar num sistema com a linha mais recuada com 5 homens em momentos defensivos. Defensivamente, a equipa esteve compacta, mas acabava por mostrar dificuldades em controlar alguns movimentos no lado esquerdo. Isto porque Sarabia estava a conseguir ter alguma liberdade desse lado. Joãozinho quando procurava marcar o jogador proveniente do PSG acabava por permitir espaço a Pedro Porro e onde estava Lucas Áfrico? Isto aconteceu por diversas vezes. Em sentido contrário, e ao nível ofensivo, a aposta foi clara na verticalidade de Arthur e Chiquinho onde quem se ia destacando era o número 11 pela lateral esquerda.

     

    11 INICIAIS E PONTUAÇÕES

    Dani Figueira (5)

    Carles Soria (6)

    Lucas Áfrico (4)

    Chiquinho (5)

    André Franco (5)

    Arthur (6)

    Ruiz (5)

    Gamboa (5)

    Joãozinho (5)

    Rosier (5)

    Patrick William (6)

    SUBS UTILIZADOS

    Rui Fonte (5)

    Xavier (-)

    Geraldes (-)

    Romário Baró (-)

    Bruno Lourenço (-)

     

    ANÁLISE TÁTICA – SPORTING CP

    O Sporting entrou para este jogo no seu 3-4-3 com destaque para a titularidade de Sarabia. Apesar da posse, os leões não estavam a conseguir progredir no terreno de forma a criar perigo numa fase inicial. O facto de o Estoril ter estado tão recuado não deixou a tarefa fácil nesse sentido. Notou-se, como já aqui escrevi, a facilidade de Sarabia a encontrar espaços e combinações pelo lado direito do ataque leonino. O facto de Arthur ter ficado mais na frente no apoio a Ruiz pode ter sido uma das causas para esta “descompensação”, mas a verdade é que Lucas Áfrico também não esteve nos seus melhores dias. Jovane entra para desequilibrar o jogo pelo lado esquerdo com Nuno Santos a recuar e compensar a saída de Rúben Vinagre.

     

    11 INICIAIS E PONTUAÇÕES

    Adán (6)

    Matheus Reis (6)

    Coates (7)

    Palhinha (8)

    Matheus Nunes (5)

    Nuno Santos (5)

    Neto (6)

    Rúben Vinagre (5)

    Sarabia (5)

    Paulinho (6)

    Pedro Porro (7)

    SUBS UTILIZADOS

    Jovane (5)

    Tiago Tomás (-)

    Esgaio (-)

     

    BnR NA CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

    Estoril Praia SAD

    Não foi possível colocar questões ao treinador do Estoril Praia SAD, Bruno Pinheiro

    Sporting CP

    Não foi possível colocar questões ao treinador do Sporting CP, Rúben Amorim

    - Advertisement -
    spot_img

    Subscreve!

    Artigos Populares

    Leeds próximo de oficializar ex-Juventus

    Weston McKennie vai assinar pelo Leeds United FC até...

    Inter pensa em ex-Benfica e em português para a defesa

    Segundo Fabrizio Romano, o Inter de Milão já sonda...

    Chelsea contrata novamente no mercado francês

    Após a chegada de Benoit Badiashile, o Chelsea FC...

    Mourinho perdeu reforço sonante mas ficou a sorrir

    A AS Roma teve tudo acertado para contratar Dusan...

    Olheiro BnR | Gonçalo Borges

    Lisboeta de origem, Gonçalo Borges tem vindo passo a...
    Inês Marques Santos
    Inês Marques Santoshttp://www.bolanarede.pt
    A Inês é licenciada em Jornalismo. A experiência do Bola na Rede veio juntar duas coisas de que gosta de fazer: escrever e ver futebol. Desde nova que quer entrar no mundo do jornalismo desportivo e espera um dia conseguir marcar o seu lugar no mesmo.
    0 0 votes
    Article Rating
    Subscribe
    Notify of
    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    View all comments
    Bola na Rede