Anterior1 de 2Próximo

O Futsal masculino do Sporting Clube de Portugal assegurou, pela terceira temporada consecutiva, a conquista do título principal da Modalidade em termos nacionais. Uma temporada tremendamente consistente, com os Leões a marcarem presença em todas as finais das seis competições disputadas, cedendo apenas em duas delas: UEFA Futsal Cup e Taça da Liga.

Gonçalo Portugal foi um dos heróis dos jogos da final do Campeonato
Fonte: Sporting Clube de Portugal

A consistência dos verde e brancos ficou bem patente nos primeiros meses da temporada, com os pupilos de Nuno Dias a vencerem os primeiros 28 encontros oficiais, conquistando pelo meio a Supertaça e a Taça de Honra da AFL. A primeira derrota oficial surgiu na final da Taça da Liga com o Sporting CP a sucumbir perante o SL Benfica por claros 2-5. A Fase Regular da Liga SportZone viria a terminar com o Sporting CP a atingir um novo recorde de pontos (76), fruto de 25 vitórias e somente um empate. Ainda antes do términus da fase regular os Leões viriam a averbar a sua segunda derrota em provas oficiais, vendo esfumar o sonho da conquista da UEFA Futsal Cup. Seguiu-se a conquista da Taça de Portugal, e, posteriormente, os play-offs da Liga SportZone, onde o Sporting CP acabou por eliminar o CCRD Burinhosa nos quartos-de-final e a AD Módicus nas meias-finais, chegando à final onde disputou o título taco a taco com o rival SL Benfica, acabando por ganhar um jogo no tempo regulamentar, para depois o rival reverter a final a seu favor com duas vitórias, tendo os Leões depois ganho os dois últimos jogos no desempate por grandes penalidades, o que se traduziu no consumar do terceiro campeonato consecutivo.

Balanço:
Campeonato Nacional – 1.º classificado, Campeão Nacional
UEFA Futsal Cup – Finalista vencido (2-5 Inter Movistar)
Taça de Portugal – Vencedor (6-2 GD Fabril)
Taça da Liga – Finalista vencido (2-5 SL Benfica)
Supertaça – Vencedor (3-2 SL Benfica)
Taça de Honra AFL – Vencedor (2-1 SL Benfica)

Plantel:
1. Gonçalo Portugal; 15. Marcão; 16. André Sousa; 22. Bernardo Paçó; 3. Edgar Varela; 4. Daniel Machado; 6. Pedro Cary; 7. Djô; 8. Diogo; 9. João Matos; 10. Deo; 11. Caio Japa; 17. Diego Cavinato; 18. Pany Varela; 19. Cardinal; 20. Rodolfo Fortino; 29. Alex Merlim; 84. Divanei; 89. Dieguinho
Treinador: Nuno Dias; Treinador adjunto: Paulo Luís

Anterior1 de 2Próximo

Comentários

Artigo anteriorEntrelinhas do Desporto: A justiça desportiva de uns e de outros
Próximo artigoSOS Renovação (Parte 2)
Um acérrimo militante Sportinguista, que entende o Clube como um todo: desde o Futebol às restantes Modalidades, que tanto contribuem para a projecção do Clube. Muitos fins-de-semana são passados no Estádio ou nos Pavilhões a apoiar o seu Sporting. Gosta e respeita todas as Modalidades por igual, mas as suas preferências desportivas vão para o Andebol, com o qual colabora, e Voleibol. No panorama internacional simpatiza com o Barcelona, precisamente pelo vincado Ecletismo!                                                                                                                                                 O André não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.