Apesar de ter sido convocado, Gonçalo Inácio não vai poder ser opção para o selecionar nacional. O esquerdino, de 20 anos, viu-se obrigado a deixar os trabalhos da Seleção devido a uma lesão na coxa esquerda.

O prodígio leonino, que muito deu que falar na temporada transata, viu nesta convocatória todo o seu esforço compensado. A verdade é que não pôde usufruir desta chamada, mas certamente que, ao ritmo que trabalha e ao nível que se apresenta, voltará a estar presenta na lista de convocados de Fernando Santos.

Seleção de Sub-21

O jovem jogador do Sporting CP, que à partida era o quarto central da formação de Rúben Amorim, agarrou a titularidade e ocupou o lugar que inicialmente pertencia a Luís Neto. Surpreendeu todos aqueles que não o conheciam e encantou todos os que já lhe reconheciam potencial. Acontece que a tremenda época que protagonizou ao serviço dos leões não lhe serviu para garantir passaporte direto para a convocatória de Rui Jorge para o Europeu de sub-21.

Sporting
Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

Os dois jovens Diogo Leite e Diogo Queirós, que fizeram lado a lado todo o percurso na formação do FC Porto, voltaram a ser a dupla de centrais escolhida pelo selecionar nacional dos sub-21. Nenhum dos dois somou tantos minutos em todas as competições como Gonçalo Inácio, mas pelo trajeto que têm vindo a fazer em conjunto nas seleções jovens, faz sentido que formem o duo pelo qual o treinador tende a optar. Mas mesmo não desfazendo o par dos “Diogos”, esperava-se que fosse pelo menos convocado. A verdade é que o selecionador nacional, Rui Jorge, optou por levar o jovem jogador do LOSC Lille Tiago Djaló – ele que foi formado em Alcochete – em vez do defesa sensação do Sporting CP.

Anúncio Publicitário

Tiago Djaló também esteve bem em França ao serviço do atual campeão, mas pela época de destaque de Inácio, todos os sportinguistas ,e até adeptos de outros emblemas, esperavam que o nome do agora dono da posição de central pela direita da formação de Amorim surgisse na convocatória dos sub-21. Mas tal não aconteceu.

Chamada do engenheiro

Quando se acreditava que Gonçalo Inácio iria estar finalmente nos escolhidos de Rui Jorge, aconteceu algo que muitos não esperavam. Foi convocado não para a seleção de sub-21, mas sim para a seleção principal. Certamente, poucos anteviam esta situação. A verdade é que Fernando Santos, na conferência de imprensa de divulgação da convocatória, esclareceu que, tanto Gonçalo Inácio como Otávio e João Mário, estavam presentes na lista de 40 jogadores para o Euro 2020. Não ficaram entre os 26 finais, mas estão aqui agora nesta para a qualificação para o Mundial de 2022. De estranhar é Inácio ter estado na lista de 40 possíveis opções dos internacionais A, mas não ser convocado para o campeonato da Europa de sub-21.

O crescimento exponencial de Gonçalo Inácio

Gonçalo Inácio segue, assim, o caminho de Nuno Mendes. O recém-contratado pelo Paris Saint-Germain FC pouco tempo esteve ao serviço de Rui Jorge. O seu crescimento em Alvalade, pela mão de Rúben Amorim, permitiu ao jovem defesa-esquerdo mostrar a sua qualidade regularmente e foi num piscar de olhos que passou a fazer parte das contas de Fernando Santos. E o sucedido repete-se. Novamente pela mão de Amorim, Inácio teve espaço para crescer e, em pouco tempo, mostrou o que de melhor tem. Ao contrário de Nuno Mendes, ele nunca esteve à disposição de Rui Jorge, mas ambos levaram pouco tempo até chamar a atenção do engenheiro.

Fonte: Bola na Rede / Carlos Silva

O jovem central somou 1719 minutos na época passada. Revelou-se muito forte no capítulo do desarme, registando uma eficácia de 75% na Liga. Quanto ao passe, a característica que mais o diferencia, concluiu o Campeonato com 84% dos seus passes a serem bem-sucedidos.

Será, sem sombra de dúvidas, a primeira de muitas convocatórias de Gonçalo Inácio. E muito provavelmente será seguido de outros companheiros, pois com o projeto que o Sporting CP está a desenvolver, dando oportunidades a muitos miúdos da formação, teremos, num futuro próximo, mais produtos de Alcochete na convocatória da Seleção Nacional.

Artigo revisto por Gonçalo Tristão Santos

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome