sporting cabeçalho generíco

De há uns tempos para cá, tenho verificado um padrão essencialmente de comportamento das entidades reguladoras do futebol português.

Existe uma queixa apresentada por um clube contra outro ou contra uma pessoa; regista-se a queixa, mandam-se umas notícias a “desancar” o queixoso, depois ficamos sem ouvir falar do assunto por uns valentes tempos, e, quando já ninguém fala do assunto, a queixa é arquivada.

Desculpem, eu disse um padrão? Queria dizer dois. É que depende de quem seja o queixoso.

Se o queixoso for o Sporting, então o que está escrito acima está certo. Se o queixoso for outra entidade contra o Sporting, então o procedimento já é mais do tipo: entra a queixa, suspende-se o suposto infractor, manda-se umas notícias para a imprensa a “desancar” esse suposto infractor, e passado uns tempos o processo é arquivado ou prescreve por falta de provas, sem que este tenha qualquer compensação pelos dias de suspensão até ali cumpridos.

Anúncio Publicitário

Para ilustrar o que tento dizer, temos mais recentemente o caso Naldo. Como não poderia deixar de ser, o rapaz é logo suspenso pela “suposta” agressão. Sim, porque não podemos permitir que tipos destes andem a reagir a provocações assim aos empurrões. Outros – leia-se Lito Vidigal –  pagam 40 euros, levam uma “palmada na mão” e está despachado.

Temos a decorrer também o processo entre Jorge Jesus e a sua anterior entidade empregadora. Tenho pena de Jorge Jesus, uma vez que admito que este venha a perder o caso. Não porque não tenha a razão do seu lado, mas porque neste momento é funcionário do Sporting Clube de Portugal. E tendo em consideração os padrões acima apresentados não lhe auguro nada de bom. É que 14 milhões têm muita força, seja aqui, na China, no Canadá, ou onde quer que os queiram ir desenterrar.

Apesar de ter sido mandado para fora do clube, o Benfica nunca soube lidar com a saída de JJ Fonte: Sporting CP.
Apesar de ter sido “atirado” para fora do clube, o Benfica nunca soube lidar com a saída de Jesus
Fonte: Sporting CP.

Mas voltando ao primeiro padrão, em relação ao Futebol Leaks, já tivemos a queixa, sabemos que o processo está em marcha (segundo o Bruno de Carvalho), também já todos conhecemos os milhares de notícias que saíram a desancar o Sporting e o seu presidente. Agora, de há uns tempos para cá, deixou de se ouvir falar desse assunto, como se nunca se tivesse passado nada, e se falam é para dizer que ao que parece foi um administrador que foi demitido e colocou as informações na imprensa (mais uma para desancar os mesmos). Alguém consegue adivinhar qual vai ser a próxima informação dada pelas autoridades quanto a este assunto? Aposto que será do tipo: “Processo arquivado por falta de provas”, ou algo mais elaborado que contenha a palavra “tácito“ ou similar.

Cabe agora aos Sportinguistas não deixar que este assunto caia no esquecimento, pressionar as autoridades e a justiça com notícias nos canais noticiosos do clube – que nos outros não vamos ter mais notícias referentes a este assunto, ou não estivessem, supostamente, envolvidas instituições com muitos adeptos e sócios bem colocados para abafar o assunto -, ou então será mais uma montanha a parir um rato (somos um país de montanha, infestado de ninhadas de ratos).

Foto de Capa: TVI

Comentários