Anterior1 de 2Próximo

A Assembleia Geral mais importante da história do Sporting Clube de Portugal ditou a destituição de Bruno de Carvalho, do cargo de presidente do clube.

Todo o Conselho Diretivo sai, incluindo Carlos Vieira ou Rui Caeiro, nomes que fizeram muito pela vertente financeira e pelas modalidades do clube. É triste vermos estas saídas na época em que somos campeões em quase todas as modalidades (falta o futsal, onde estamos na final). Mais de quinze mil sócios foram votar e, aparentemente, escolheram a saída do atual Conselho Diretivo. Digo “aparentemente” porque todo o processo que marcou esta assembleia foi muito sombrio, com Jaime Marta Soares e seus pares a indicarem que foi esse o resultado, quando a maioria das intervenções de sócios durante a assembleia foi favorável a Bruno de Carvalho.

Foi a assembleia geral mais concorrida de sempre no Sporting Clube de Portugal
Fonte: Bola Na Rede

Para já, acho completamente estúpido haver uma discrepância tão grande entre sócios, com uns a terem direito a 21 votos e outros a apenas um. Lá por um sócio ter cinquenta anos de sócio, não é mais sportinguista do que eu. Poderia haver uma discrepância, sim, mas nunca maior do que cinco votos, penso eu. Assim o Sporting estará sempre nas mãos de um certo grupo de sócios, que raramente têm a escolha certa, nomeadamente ao ver os presidentes que estiveram no Sporting nas últimas décadas. Bem se pode dizer que esta assembleia se traduziu num Velhos 1-0 Sporting. Além de que existem muitos pormenores por apurar, como os vários relatos que sugerem a atribuição de quatro ou cinco boletins a alguns associados.

Agora é ver muita gente contente. Muito “croquete”, muitos “abutres” que agora aparecem nas sobrelotadas televisões para criticar quem ajudou a levantar o clube nos últimos cinco anos. Espero que o Sporting seja sempre campeão e que ganhe sempre, mas acho que será muito mais difícil. Porque não confio em muitas das pessoas que estão contra Bruno de Carvalho.

Recuperou modalidades, foi o melhor presidente de que me lembro em negociações de jogadores, edificou o pavilhão, aumentou exponencialmente o número de sócios, o Sporting voltou a ter uma imagem de clube grande, enfim, um sem número de medidas que eu apoiei e continuarei a apoiar.

Anterior1 de 2Próximo

Comentários