Poucos são já os que se recordam das críticas que o internacional sub-21 espanhol Pedro Porro recebeu quando chegou ao reino do Leão. Acredito que existe já um certo ritual em criticar tudo o que chega a Alvalade, apesar de que se o jogador fosse para outro clube qualquer já seria uma excelente opção e que os dirigentes leoninos raramente acertam nas contratações.

O lateral direito espanhol tem dado – e muito – que falar. Está cedido pela equipa inglesa do Manchester City por duas épocas; o Sporting CP salvaguardou-se, sendo que o jogador só voltará ao plantel dos Citizens caso o clube de Alvalade não exerça a sua opção de compra.

Qual é o valor dessa cláusula? Oito milhões e meio. Tendo em conta a performance do jogador, a idade do mesmo e o valor que o Manchester City desembolsou em 2019 (12 milhões de euros) é uma clausula perfeitamente acessível e barata para o Sporting CP, que pode aqui ter um jogador jovem para o futuro, mas, sobretudo para o presente, com um rendimento desportivo brutal.

Acredito que as táticas, as estruturas ou as estratégias para cada jogo devem girar e basear-se nos melhores jogadores de cada equipa e Rúben Amorim não foge à regra, mas para isso é preciso também ter os elementos certos – como é o caso. É sabido a importância que os laterais têm quer no processo ofensivo, quer no processo defensivo neste Leão.

Anúncio Publicitário
Pedro Porro é, para muitos sportinguistas, a melhor contratação de 2020/2021
Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

Pedro Porro é um jovem com uma excelente capacidade física e técnica, com grande preponderância ofensiva e que beneficia também do esquema de três centrais para as coberturas às suas investidas à área adversária, ainda que consiga estancar possíveis transições adversárias com pressão numa zona mais alta do terreno.

Com uma boa capacidade de drible e de um para um, torna-se venenoso quando ganha espaço e consegue os seus cruzamentos com uma qualidade acima da média. É capaz de se associar em ataque posicional e na variação do centro de jogo, mas também no que a equipa de Rúben Amorim mais gosta de fazer com os ataques rápidos: em transição e com o lateral a garantir a largura e amplitude que a equipa necessita.

Pedro Porro beneficia também de atributos mentais que o fazem subir de patamar sobretudo pela concentração e capacidade de decisão que demonstra, mas também no compromisso que tem – bem visível no jogo diante do SC Braga – ao festejar um corte como se de um golo se tratasse.

Mais do que juventude ou experiência importa a qualidade do jogador e Pedro Porro – também com experiência de Selecção (espanhola), é certo – veio retirar as dúvidas que pairavam com as contratações de Ristovski, Rosier e ainda Rafael Camacho. Um jogador que irá certamente continuar a encantar em Alvalade e que merece um estádio cheio.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome