logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Alcochete

Parece que ultimamente os “miúdos” de Alcochete andam a dormir melhor

Tive que colocar este título porque já começava a cansar falar sempre dos colchões quando abordo os resultados da formação leonina das “fornadas” de Alcochete. Mas a verdade é que está comprovado que temos de dormir muito e bem para que as nossas performances físicas e psíquicas se desenvolvam e sejam óptimas. Não é o único factor, mas um dos factores.

Eu não sei se lhes trocaram os colchões, se melhoraram as condições, mas a realidade é que as crianças mostram resultados. A verdade é que sempre mostraram, pelo que se calhar não mudaram nada.

O que muda é a opinião dos sócios e adeptos conforme quem tem, ou não, os méritos, ou conforme essa mesma opinião é moldada pela comunicação social.

O meu objectivo inicial com este texto era falar apenas das conquistas recentes dos nossos “Sub15” e “sub17” nos respectivos campeonatos, assim como a vitória de um torneio sub19 na Arábia Saudita, no entanto comecei a esmorecer essa ideia quando vi uma notícia de que afinal a formação não estava a ser aproveitada (ou menos aproveitada) pela equipa principal. Não retira o mérito das conquistas, mas comecei a pensar que alguma coisa de mal estaria a ser feita, e fui pesquisar.

Ora, na equipa que foi campeã ainda há um ano atrás, num plantel de aproximadamente 25 atletas, 10 eram meninos da casa, pelo que não me pareceu assim tão mau. Depois pensei que talvez este ano, com a venda de Nuno Mendes, os empréstimos de Jovane Cabral, Tiago Tomás, Eduardo Quaresma os números pudessem ter baixado. Mais uma vez fui pesquisar e percebi que foi entrando, na equipa da época que agora terminou, Flávio Nazinho, Dário Essugo, Rodrigo Ribeiro, para não falar de Gonçalo Esteves que se pode considerar formação Sporting.

Portanto, vendo bem as coisas, não me pareceu um cenário tão negro como pareciam querer pintar. Só se estiveram a contar ao minuto o tempo de jogo, e aí já não vos consigo confirmar porque a minha convicção e motivação em analisar números e desmentir noticias tem limites. Ainda assim, nunca será por mais ou menos 1000 minutos de uma época para a outra que podem concluir que a formação do Sporting está a perder influência na equipa principal.

Poder podem, porque há imprensa que pode tudo, e da qual nada do que daí advém é de admirar, mas sendo sérios, não precisam destas “artimanhas” para retirar aos leões o título de melhor formação e clube que mais aposta na mesma. (Será que vão conseguir formar 6 bolas de ouro com estes “esquemas”? Desculpem, vou ser mais honesto. Dois bolas de ouro. Podem juntar-se as academias todas em Portugal, só para ser mais equilibrado. Mas eu também sei que eles não fazem isto pelo mérito, mas porque querem inflacionar para vender bem.)

Depois deste esclarecimento, vamos lá então a dados concretos e títulos conquistados pelos nossos leõezinhos. Foram, portanto, dois títulos oficiais na última semana, e um torneio só para espalhar mais a palavra sobre a qualidade que mora na academia de Alcochete.

Os sub17 sagraram-se virtuais campeões no fim de semana anterior e estão agora com 25 pontos, mais 7 que o segundo classificado, após mais uma vitória já neste fim de semana contra o eterno rival. Daqui, e apesar de ser muito cedo, mas já dando muito boas indicações, poderão sair craques como Manuel Mendonça, Leonardo Barroso, Vivaldo Semedo (o melhor marcador da fase de apuramento de campeão), Afonso Moreira, sem esquecer Rodrigo Ribeiro e Dário Essugo que ainda pertencem a este escalão.

Sporting Alcochete
Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

Já os sub15, que também já se tinham tornado campeões virtuais no fim de semana anterior, não têm uma vantagem tão folgada na frente como os sub17 fruto de uma derrota na última jornada contra o actual terceiro classificado por 3-2. Deste escalão também podemos destacar Gabriel Silva (melhor marcador da fase de apuramento de campeão), João Simões, Rafael Melo, Rafael Mota, entre outros.

O facto de estar a deixar indicação de nomes de alguns jogadores que se estão a destacar é meramente indicativo porque, como todos sabemos, nestas idades há muitos factores que podem influenciar, bem ou mal, o desenvolvimento dos miúdos. Muitos deles podem até escolher outro rumo profissional, o que é legitimo. E a verdade é que apenas uma percentagem muito pequena conseguirá vingar no futebol, pelo que ao falarmos de futebol formação é isso mesmo.

Não se estão a formar jogadores de futebol. Estão antes a formar-se homens que podem vir a ser jogadores de futebol profissional. E é por isso que a formação do Sporting ainda se diferencia das outras. Não só por isso, mas também.

Só para terminar quero deixar ainda então uma referência aos nossos sub19 que apesar de não terem feito uma campanha brilhante no campeonato nacional, deram uma bela imagem ganhando um torneio internacional onde, na final ganharam a outra das melhores escolas de formação, o Dínamo Zagreb.

Parece que em Alcochete ainda há vida. Os craques leõezinhos não param de “acordar” para futuros brilhantes e dar alegrias aos Sportinguistas.

Nascido no seio de uma família adepta de um clube rival, criou ligação ao Sporting através de amigos. Ainda que de um meio rural, onde era muito difícil ver jogos ao vivo do clube de coração, e em tempos de menos pujança futebolística, a vontade de ser Sporting foi crescendo, passando a defender com garras e dentes o Sporting Clube de Portugal.

Nascido no seio de uma família adepta de um clube rival, criou ligação ao Sporting através de amigos. Ainda que de um meio rural, onde era muito difícil ver jogos ao vivo do clube de coração, e em tempos de menos pujança futebolística, a vontade de ser Sporting foi crescendo, passando a defender com garras e dentes o Sporting Clube de Portugal.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA