sporting cp cabeçalho 2

O novo pavilhão João Rocha está praticamente concluído, estando já nos acabamentos finais. As últimas imagens que surgiram nas redes sociais davam conta da colocação adiantada do piso que será pisado por alguns dos mais talentosos atletas das várias modalidades que o Sporting alberga.

Tudo isso cria no seio da família Sportinguista, um sentimento de ansiedade difícil de controlar, principalmente por se tratar de um projecto há tanto ambicionado, por tantos prometido, e só agora concretizado. Para piorar essa ansiedade surgiram rumores de que o novo pavilhão só passará a ser a casa das modalidades apenas a partir do início da próxima época desportiva. Ouvi por isso muitos críticos sobre esta medida, querendo para já a mudança de todas as modalidades para a nova “casa”, o que demonstra a impaciência que se instalou por tanto se ambicionar ver as várias modalidades a jogar em Alvalade.

Felizmente, em termos de modalidades estamos a discutir títulos, e uma vez que as competições se encontram numa fase decisiva, na minha opinião seria um enorme tiro nos pés o facto de retirarmos as equipas das suas actuais “casas”, criando mais uma vertente de desestabilização. Seriam novas rotinas, novas instalações, o deslumbramento de um novo pavilhão, com condições excepcionais para a prática de qualquer desporto colectivo “indoor”, o que poderia influenciar de forma negativa o subconsciente de técnicos e atletas. Poderão dizer-me que podia também ser um tónico positivo, mas isso nunca saberemos, e nesta fase, considero mais prudente não arriscar.

Podem dizer que o apoio massivo que teriam no novo pavilhão seria decisivo, mas não o terão onde agora jogam?  Porque nunca será por falta de apoio em qualquer canto do país ou do mundo que o Sporting perderá jogos.  Que o digam os jogadores de futsal a jogarem no outro lado do mundo. Um Sportinguista, para apoiar o seu grande amor vai onde for preciso, e em Portugal temos a vantagem de sempre, em qualquer lugar, haverem adeptos do Sporting prontos a levantar o cachecol, vestir a “verde e branca”, e cantar a pulmão aberto “O mundo sabe que…”.

Anúncio Publicitário

Foto de Capa: Sporting CP