SITE TEMPORÁRIO

25 de Janeiro, 2022

5 leões SL Benfica Pote

Pote: O médio mais jovem de sempre a atingir a marca dos 30 golos

Pedro António Pereira Gonçalves, ou como é carinhosamente apelidado, Pote, já deixou a sua marca nos livros da história do futebol. Na época passada voltou a colocar um nome português no topo da lista dos melhores marcadores do campeonato, feito que já não se sucedia desde a época de 1995/1996.

Desta feita passou a ser o médio mais jovem de sempre a chegar aos 30 golos. Precisou apenas de 49 partidas para alcançar este número redondo. E já contra o Varzim SC igualou ainda o recorde de António Oliveira como o jogador com mais tiros certeiros (32) em 50 jogos com a camisola do Sporting CP.

Pote: Jogador sensação em 19/20

O neste momento internacional A português chegou a Alvalade em 2020 proveniente do FC Famalicão. O clube da capital teve de abrir mão de 6,5 milhões de euros por 50% do passe do na altura jovem de 22 anos de idade. O médio criativo ficou blindado por uma cláusula de 60 milhões de euros.

O jovem oriundo de Vidago, distrito de Chaves, aterrou em Lisboa com o peso de ter sido o jovem revelação na época anterior. Veio juntar-se a um grupo repleto de jovens. E a verdade é que, mesmo sendo um jovem, dele esperava-se mais.

Com 22 anos já tinha somado bastantes minutos no Championship ao serviço do Wolverhampton Wanderers FC e realizado uma época notável pelos famalicenses. Em 40 jogos com a camisola do Famalicão marcou sete golos e fez oito assistências.

No esquema de Rúben Amorim passou a desempenhar um papel diferente. É sem dúvida um médio criativo, mas parte sempre mais junto à linha. O seu habitat natural é o miolo do campo, mas cai muitas vezes para os corredores.

É um jogador “todo o terreno”, um “vagabundo” como se costuma dizer. Esta função permitiu-lhe desenvolver a veia goleadora que todos conhecemos e que o coloca noutro patamar. Dele esperavam-se coisas boas, mas creio que superou todas as expectativas.

O crescimento exponencial de Pote

Na primeira época ao serviço do Sporting, Pedro Gonçalves disputou 37 jogos em todas as competições e marcou 23 golos, todos eles no campeonato. Na primeira temporada de leão ao peito, Pote alcançou algo que um português não alcançava desde 1986 – foi o melhor marcador do campeonato – e encantou os adeptos como poucos jogadores são capazes de fazer.

Este crescimento exponencial despertou a atenção do selecionador nacional, levando-o a convocar o jovem prodígio do Sporting para a principal seleção portuguesa. Esteve à disposição de Fernando Santos no Euro 2020, mas para infelicidade do jovem flaviense não somou qualquer minuto na competição.

Pote
Fonte: Isabel Silva / Bola na Rede

Um jogador de uma época?

Pote começou a nova temporada de pé quente. Mostrou mais uma vez ser o homem golo da formação verde e branca com quatro golos em três jogos. Esta série de golos foi interrompida por uma lesão que se arrastou por um período de cerca de um mês.

O seu regresso não culminou com o retorno aos golos. Demorou cinco encontros para voltar a fazer as redes balançar. E se já era motivo de preocupação, voltou aos golos com um bis frente ao Besiktas JK na sua estreia a marcar na Liga dos Campeões, e no seguinte jogo fez novamente o gosto ao pé, num jogo a contar para o campeonato contra o FC Paços de Ferreira. E se os mais céticos não acreditavam que pudesse voltar a alcançar os mesmos números, a verdade é que a conta não para de crescer.

Faro de golo

Pote descobriu a sua veia goleadora no esquema de Rúben Amorim. O faro de golo que nele se reconhece está também muito ligado à boa relação em campo que tem com Paulinho. A falta de golos apontada ao avançado leonino é colmatada por Pedro Gonçalves. E a grande causa por detrás dos tantos golos apontados por Pote é o ex-avançado do SC Braga.

Paulinho desempenha um papel crucial na equipa comandada por Amorim. O treinador trabalhou com ele no Braga e decidiu trazê-lo para o novo projeto que lhe foi colocado nas mãos. O avançado do Sporting cria inúmeros espaços que são ocupados por Pote e que muitas vezes dão em golo. Estes dois revelaram muita química desde o início e certamente irão continuar a dar muitas alegrias aos sportinguistas.

Pote já entrou para a história do Sporting ao fazer 32 golos em meia centena de jogos. Partilha a par de António Oliveira o topo da lista de jogadores com mais golos em 50 jogos com a verde e branca vestida. Ficam os sportinguistas à espera que na próxima meia centena de jogos de leão ao peito mais recordes o jovem jogador possa bater.