Saldos em Alvalade: As 6 piores vendas da última década

    O artigo desta semana leva-me a recordar alguns acontecimentos que não queria relembrar. Voltou a existir uma assombração em Alvalade, denominada de “Saldos”. Voltei atrás no passado e fui à procura das piores vendas da última década.

    Sem rodeios e hipocrisia, posso afirmar sem qualquer problema que Bruno de Carvalho trouxe ao Sporting uma política de transferências totalmente diferente da que estávamos habituados, e isso valorizou o clube. Depois da ressaca “Godinho Lopes”, pensava-se que o Sporting CP dificilmente recuperaria.

    Em menos de cinco anos, foram adquiridos jogadores com valor, potencial e/ou que valorizaram substancialmente (Slimani e João Mário são os nomes que me saltam rapidamente à memória). Há que dar mérito a quem o teve.

    Embora não o inclua na lista, não tenho dúvidas de que Bruno Fernandes foi mal vendido, mas não digam nada ao Zenha. Deixem o homem pensar que “enfiou o barrete” aos ingleses. Após o carrasco de um dos piores presidentes da história (Godinho), surgiu Frederico Varandas para continuar o legado.

    NOTA: Nesta lista não farão parte jogadores que rescindiram e, posteriormente, que se chegou a acordo com os clubes.

    - Advertisement -

    Subscreve!

    Artigos Populares

    Arouca no ataque por jogador do Valencia

    O Arouca está interessado em Pablo Gozálbez, médio do...

    FC Porto: José Tavares é o novo diretor da formação

    O FC Porto anunciou esta quarta-feira o regresso de...

    Benfica anuncia renovação de Filipa Patão até 2027

    O Benfica anunciou esta quarta-feira que chegou a um...

    AS Roma interessada em agarrar craque da Juventus

    A AS Roma está preocupada em reforçar a linha...

    Newcastle faz proposta de 20 milhões de euros por avançado do Barcelona

    O Newcastle mostrou interesse numa possível contratação de Ferran...
    Tomás Parreira
    Tomás Parreirahttp://www.bolanarede.pt
    Alentejano de natureza, apaixonado por futebol com alma verde e branca. Licenciado em Marketing, procuro dedicar-me e empenhar-me em tudo o que faço. Embora tenha crescido numa família adepta do clube rival, desde cedo percebi que era o leão rampante que me apaixonava. Ser sportinguista é mais do que uma forma de estar na vida, é respirar Sporting Clube de Portugal. O seu grande sonho profissional é servir o clube.                                                                                                                                                 O Tomás escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.