Anterior1 de 2Próximo

sporting cp cabeçalho 2Sempre considerei que a equipa B deveria funcionar apenas como mais uma etapa formativa, de passagem do futebol de formação para o profissional, e não para ganhar títulos. Ainda assim, é sempre melhor formar jogadores através das vitórias, e para isso precisamos ter uma equipa com valor para fazer, todos os anos, um campeonato regular, de preferência do meio da tabela para cima.

Para conseguirmos isso, não podemos montar a equipa apenas com produtos da nossa academia, primeiro porque não teríamos jogadores suficientes a subir de escalão, e depois porque nem todos os jogadores formados em Alcochete terão qualidade suficiente para continuar carreiras futebolísticas regulares. É uma fase de mudança que por vezes se torna difícil para os jovens, que por uma ou outra razão não conseguem desenvolver as suas qualidades para outro nível.

Por isso mesmo, a equipa B terá sempre que ser constituída por jogadores vindos da formação do clube e de jovens jogadores contratados, com potencial para virem, um dia, a poder subir à equipa principal. Pode também servir para dar minutos a jogadores que estejam já incluídos no plantel A, e que não estejam a ser utilizados com regularidade.

Três potenciais "craques" que usam a equipa "B" como uma fase do seu crescimento Fonte: Facebook oficial de Gelson Dala
Três potenciais “craques” que usaram a equipa “B” como uma fase do seu crescimento
Fonte: Facebook oficial de Gelson Dala

Relativamente a estes últimos, temos tido casos em anos anteriores, como por exemplo Francisco Geraldes, Ryan Gauld ou Matheus Pereira que, devido aos poucos minutos de jogo na equipa principal, foram “armas” importantes para a manutenção da nossa formação secundária. Este ano temos também os casos de Palhinha e Gelson Dala, que poderão esporadicamente ou mais regularmente ajudar a formação secundária.

Quanto a este último, acredito que possa vir a ser uma mais valia para o nosso clube mas ainda não o é. E vou concentrar atenções nele apenas pela insistência que os seus conterrâneos têm imposto nas redes sociais.

Gelson Dala tem muita qualidade com a bola nos pés, e velocidade na sua condução, para além de boa finalização como fica perceptível nos golos marcados na época passada. O problema deste jogador é a intensidade, a mesma que falta a Matheus Pereira ou Iuri Medeiros ou mesmo Alan Ruiz. Por isto nenhum deles é aposta constante de Jorge jesus, exceptuando o Ruiz que foi contratado por muitos milhões e é aposta pessoal do treinador.

Anterior1 de 2Próximo

Comentários