Anterior1 de 3Próximo

sporting cp cabeçalho 2

   Sporting e Estoril tinham encontro marcado para o Estádio de Alvalade, para jogar a quarta jornada da Liga NOS. Frente a frente, as duas equipas lisboetas procuravam dar seguimento às vitórias alcançadas na jornada anterior – os Leões venceram categoricamente por 0-5 em Guimarães frente ao Vitória e os Canarinhos bateram fora de portas o Tondela por 2-3.

Quanto às formações iniciais, Jorge Jesus apenas fez duas alterações no onze inicial, em relação ao jogo em Bucareste: Alan Ruiz e Bas Dost entraram de início, para os lugares de Adrien e Doumbia. No que diz respeito aos visitantes, Pedro Emanuel alterou três jogadores, fazendo atuar de início Diakhité, Fernando Fonseca e Tocantins por troca com Gonçalo Brandão, Joel Ferreira e Eduardo.

    Como seria de expectar, o Sporting entrou pressionante no jogo, ainda para mais sabendo que uma vitória lhe valia a chegada à liderança isolada na Liga. E foi logo aos 3’, que o Sporting festejou o primeiro golo do jogo: Gelson Martins bateu Moreira, após bom cruzamento de Acuña. O golo madrugador fez a equipa da casa acalmar a sua forte pressão sobre o Estoril, embora não tenha deixado de visar a baliza adversária. Aos 11’, Bruno Fernandes fez o 2-0, na execução de um excelente livre direto. A vantagem leonina de dois golos alcançada nos primeiros 15 minutos ia sendo justificada pela forte entrada da equipa da casa e inexistência do conjunto de Pedro Emanuel, que certamente não contava sofrer golos tão cedo na partida.

   O Estoril tentava esboçar uma reação, mas as suas tentativas eram facilmente paradas pela defesa do Sporting. Aos 22’, o Estoril podia ter reduzido a diferença num pontapé de canto, mas Pedro Monteiro não conseguiu cabecear a bola como queria. Aos 31’, Coates esteve perto de festejar, num lance de insistência após livre indireto, mas a bola não levou o destino desejado pelo central uruguaio. Pedro Monteiro voltou a ameaçar a baliza de Rui Patrício aos 36’, mas voltou a não conseguir marcar. Até ao final da primeira parte, não houve boas oportunidades de golo e o intervalo chegou com o Sporting confortavelmente na frente do marcador.

A boa entrada leonina valeu uma vantagem confortável de dois golos ao intervalo Fonte: Liga Portugal
A boa entrada leonina valeu uma vantagem confortável de dois golos ao intervalo
Fonte: Liga Portugal

A segunda parte começou com Pedro Emanuel a fazer dupla substituição: Joel Ferreira e Jorman entraram para os lugares de Mano e Tocantins, respetivamente. O Estoril teve uma melhor entrada nos segundos 45 minutos, em comparação com a primeira parte, mas o Sporting manteve o controlo dos acontecimentos, mesmo não acelerando o seu jogo, o que colocaria dificuldades à equipa visitante. Apesar dessa melhor entrada, os Canarinhos não criaram qualquer lance de perigo para a baliza de Rui Patrício nos primeiros minutos da segunda parte. Aos 61’, Jorge Jesus fez a primeira substituição e colocou Bruno César, por troca com Fábio Coentrão. Até ao momento, o jogo não ia tendo grandes oportunidades dignas de registo, mas os adeptos presentes nas bancadas não deixam de apoiar o Sporting, esperando que a sua equipa marcasse mais golos. Aos 71’, Gelson Martins esteve perto de bisar, mas a bola passou por cima da baliza do Estoril. Battaglia, após livre indireto aos 75’, podia ter registado o seu nome na lista de marcadores, mas Moreira defendeu bem o cabeceamento.

A cinco minutos do fim, o Estoril conseguiu reduzir por Evangelista, num belo remate fora de área.  O 2-1 trouxe algumas dúvidas em relação ao resultado final e até houve dois golos anulados para ambos os lados, mas o Sporting conseguiu manter o Estoril longe da sua grande área nos últimos minutos e garantiu assim os três pontos. Com esta vitória, a equipa de Jorge Jesus aproveitou o empate do seu rival Benfica frente ao Rio Ave, em Vila do Conde, e saltou para a liderança isolada da Liga NOS, fruto de quatro vitórias nas quatro primeiras jornadas do campeonato.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários