Anterior1 de 4Próximo

Mais uma moeda, mais uma goleada. O Sporting CP venceu hoje o Rio Ave FC por 5-2 e está nos quartos-de-final da Taça de Portugal. Os “leões” realizaram uma boa exibição, muito consistente, e derrubaram sem dificuldades os vila condenses da prova rainha, algo que não se avizinhava assim tão acessível. Tanto que Marcel Keizer avançou com um onze titular na máxima força, tal como José Gomes, no lado adversário.

Embalado pelas sete vitórias consecutivas – seis com o técnico holandês no comando – o Sporting entrou “a matar”. Com apenas três minutos de jogo decorridos já se gritava golo em Alvalade: bola cruzada rasteira pela esquerda por Acuña e Diaby, ao segundo poste, a finalizar como um matador.

Uma entrada de “leão”, que teve continuidade. Coates ensaiou uma vez, ao minuto 27′, quando cabeceou ao lado da baliza de Leo Jardim. Na segunda tentativa, o uruguaio fez melhor e “assistiu”: minuto 32′ e após um cabeceamento do defesa-central ao poste, Bas Dost marcou na recarga, oportuno, o 2-0.

Três minutos depois o Rio Ave fazia o seu primeiro remate da partida, por João Schmidt, de livre. A bola saiu muito por cima. Quem também saiu por cima logo a seguir foi Bruno Fernandes. Que diferença de rendimento do médio português! Acuña cruzou novamente do lado esquerdo e Bruno Fernandes, apanhando a bola já bem esticada ao segundo poste, pressionou o gatilho para uma bomba cruzada. 3-0 ao minuto 42′ e muito boa exibição dos “leões”.

Antes do intervalo, e apesar do domínio leonino no marcador e no campo, o Rio Ave conseguiu reduzir com alguma felicidade. Cruzamento de Matheus Reis e Bruno Gaspar, na tentativa de corte, a desviar a bola, com grande efeito, para a baliza do Sporting. 3-1 ao intervalo, com total domínio leonino: jogadas atraentes, futebol ao primeiro toque e um resultado gordo. Do lado do Rio Ave, muito exposto defensivamente, apostava-se no contra-ataque, que esbarrava sempre na boa exibição dos centrais leoninos.

Primeira parte quase de sonho para o Sporting, saindo para o intervalo a vencer por 3-1
Fonte: Bola na Rede

Na segunda parte, o Rio Ave com vontade de fazer estragos, com Vinicius – bem José Gomes a fazê-lo entrar de imediato – a passar por toda a gente, mas a ver Bruno Gaspar a cortar uma bola que ia para baliza deserta.

A partir daqui, e ainda que o Rio Ave estivesse com as suas linhas mais próximas do que no primeiro-tempo, o Sporting voltou ao domínio. Foi, aliás, uma autêntica batalha entre homem – Leo Jardim – e “leão” – os jogadores da casa. Em quatro minutos, Bruno Fernandes e Miguel Luís tentaram ampliar a vantagem, mas o guardião vilacondense defendeu tudo e em grande estilo.

O “muro” só foi de novo derrubado ao minuto 61′. Bruno Fernandes entra bem na área, vê o espaço a fechar e dá, altruísta, para Jovane. O jovem extremo cruza na perfeição para Bas Dost, que quase nem teve de saltar. Cabeceamento matador e 4-1 para os “leões”.

O Rio Ave ainda reagiu e duas vezes de livre. O primeiro, de Galeno e ao minuto 68′, foi para a bancada. O segundo, de João Schmidt e ao minuto 73′, foi direitinho à barra da baliza de Renan Ribeiro. O susto passou, até porque a alegria voltaria já aí!

Com 77′ minutos Bruno Fernandes isola Abdoulay Diaby pela esquerda e o maliano a não hesitar. Olhos na baliza, remate cruzado e “mão-cheia” de golos para o Sporting, que chega assim ao seu 30º golo em sete jogos (!) com Keizer no comando técnico leonino.

Ainda antes do apito final, o Rio Ave subiu mais e chegou ao seu segundo golo do jogo. E num lance polémico. Vinicius foi por ali fora, cai, o árbitro manda jogar, mas depois volta atrás na decisão por mão de Coates. Marcou o próprio Vinicius, concluindo o marcador em 5-2.

O Sporting apura-se assim para os quartos-de-final da Taça de Portugal, deixando o Rio Ave pelo caminho na competição. Mais um belo jogo da formação leonina, que continua a vencer e a golear sob comando de Marcel Keizer. São já sete jogos, sete vitórias e 30 golos marcados.

Onzes iniciais: 

Sporting CP: Renan, Bruno Gaspar (Ristovski, 80′), Coates, Mathieu (André Pinto, 75′), Acuña, Gudelj (Petrovic, 54′), Miguel Luís, Bruno Fernandes, Diaby, Jovane Cabral e Bas Dost.

Rio Ave FC: Leo Jardim. Matheus Reis, Nelson Monte, Buatu, Schmidt, Nadjack (Murilo, 80′), Jambor (Gabrielzinho, 62′), Diego Lopes (Vinicius, 45′), Galeno e Gelson Dala.

Anterior1 de 4Próximo

Comentários