sporting cp cabeçalho 2

Todos nós, quando nascemos, vimos como um computador formatado, ou seja, sem defeitos, vícios, opiniões pré-definidas sobre o que quer que seja, ideias de superioridade ou inferioridade sobre quem quer que seja, e apenas com o desenrolar da nossa vida, das pessoas que nos surgem no caminho, nos marcam e nos influenciam, passamos a dar preferência a determinados valores, hábitos alimentares, causas, clubes e tudo o que implica viver numa sociedade composta por grupos e sub-grupos que tomam decisões nas mais variadas direcções, mas que sempre terão algum interesse comum em determinado momento das suas vidas.

Quando nascemos, apesar não termos preferência por determinado clube, temos sempre maior probabilidade de seguirmos o gosto de quem nos é mais próximo e com que mais nos identificamos, ou mais não seja porque os teus pais (grande parte), os que vivem de forma mais apaixonada um clube, fazem-te sócio do seu clube logo nos primeiros momentos da tua vida. Isso não implica necessariamente que tenhas que vir a ser sócio ou adepto desse clube, até que a tua vida acabe, é apenas uma vontade que os teus pais têm de que tenhas os mesmos gostos e ideologias que eles. O mesmo acontece quando nasces e te baptizam, o que não te imortaliza como Cristão, uma vez que a determinado momento podes decidir continuar essa ideologia ou mudá-la.

Anúncio Publicitário

A determinado momento da tua vida começas a ter a tua vida sem a muleta dos pais (se é que isso existe), começas a ter o teu grupo de amigos, com quem mais te identificas, e isso também poderá influenciar as tuas futuras decisões. Não que tenhas que ser do mesmo clube do teu amigo para que continuem a ter esse tipo de relação, mas porque mais facilmente seremos amigos de quem partilha dos mesmos gostos e valores que contrário.

Ruben Semedo foi duramente criticado por alegadamente afirmar que iria festejar para o Marquês. Fonte: Facebook Oficial de Ruben Semedo
Ruben Semedo foi duramente criticado por alegadamente afirmar que iria festejar para o Marquês.
Fonte: Facebook Oficial de Ruben Semedo

Esta discussão aparece agora, ou sempre existiu, mas surgiu novamente em força nos últimos tempos, porque jogadores manifestamente adeptos de outros clubes estariam a representar o Sporting. Logo se levantaram vozes de indignados a quererem expulsar esses profissionais apenas por uma decisão da sua vida, sem quererem perceber com que outras ideias ou valores os mesmos se regem. Deram a entender que quem não é do Sporting não pode ser mais profissional, ou ter mais qualidade que quem o é, e isso é uma ideia absurda que ninguém deveria levar a sério.