logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Sporting votar com cabeça

Sporting CP | Votar com o coração ou com a cabeça?

Votar com o coração ou com a cabeça, artigo sobre as eleições do Sporting CP

Votar com o coração ou com a cabeça

Contas do Sporting CP aprovadas à segunda Assembleia Geral

Nos últimos tempos, os portugueses, mas principalmente os Sportinguistas, por serem leões e portugueses, têm estado em constante sobressalto com votações e aprovações de orçamentos.

No caso do orçamento de estado nem depende muito de nós, comuns cidadãos, mas à semelhança das contas do Sporting pode trazer boas ou más notícias para o nosso futuro.

Se no caso das contas públicas, quem decide é quem elegemos (sim, porque mesmo que não tenham ganho, quem tem acento na assembleia da república deve-o aos nossos votos) e a partir daí está nas suas mãos os nossos destinos, felizmente no caso das contas do Sporting, os sócios ainda podem decidir o futuro do seu clube.

No Sporting, neste caso específico, nenhum Sportinguista pode lavar as suas mãos sobre o que foi decidido em assembleia geral, mesmo os que não foram votar. Ou seja, os que votaram poderão sempre dizer que tinham razão, ou não, dependendo do que aconteça no futuro de acordo com o que foi decidido, mas os que não votaram não poderão imiscuir-se do que estas contas possam implicar para o “nosso” Sporting apenas porque não quiseram tomar partido, tendo-se abstido de escolher o melhor para o “seu” clube. Votar com o coração ou com a cabeça

A verdade é que muita indignação se viu quando as contas foram rejeitadas, o mesmo se viu quando foram aprovadas, mas apenas 10 por cento dos associados se dignaram a vir ajudar o clube a seguir o melhor caminho. E essa percentagem teria sido menor se não tivesse sido em dia de jogo em Alvalade.

O que quero dizer é que o Sporting é um clube com os melhores adeptos e sócios do mundo no que toca a seguir as suas equipas, e apoiá-las em campo, mas quando toca a política, deixamos nas mãos dos poucos que se preocupam com jogos governativos. E a maioria dos Sportinguistas como bons portugueses que são refugiam-se na boa e velha desculpa que que querem é ver a bola, e não estão para se preocupar com politiquices.   Votar com o coração ou com a cabeça

O problema é que, sem essas politiquices, e sem assumirmos a nossa responsabilidade, não podemos vir depois reclamar que o clube está na mão de uma minoria de engravatados que só se servem do clube para encher os seus bolsos. Se calhar até estão legitimados para isso, se são os únicos que se dão ao trabalho de participar nos actos de decisão.    Votar com o coração ou com a cabeça

Sócios do Sporting aprovam contas por larga maioria, numa Assembleia-Geral com recorde de votação https://t.co/LfyAWKiAYw

— Expresso (@expresso) October 23, 2021

Se isso está a acontecer é porque a grande maioria dos Sportinguistas se alheia de participar nos momentos importantes para o futuro do seu clube, achando-se depois no direito de vir reclamar o que quer que seja, chegando mesmo a dizer a velha máxima “votaste nele, agora aguenta.” E os restantes? Chegaram a votar em alguém, ou em algo?

Isto já não é só desporto, infelizmente, e se queremos continuar a disfrutar dos fins de semana com o nosso Sporting a brindar-nos com vitórias e bons jogos, temos que, imperativamente, participar nos momentos de decisão. Porque, sem as politiquices o clube desaparece. Votar com o coração ou com a cabeça

Os Sportinguistas devem perceber que, quantos mais sócios se mantiverem activos no apoio ao clube em todos os momentos, e não apenas nos dias de jogo, mais frequentemente haverá leões presentes e disponíveis para defender o Sporting nas instâncias decisoras, nos corredores, nos cafés, em qualquer sala de reuniões que esteja a tomar medidas para o futebol português.

E sempre que estivermos presentes nesses momentos, ainda que por amor, devemos decidir de uma forma consciente e objectiva, com o foco de escolher o que achamos melhor para o futuro do Sporting. Sem ódios pessoais, ou boas amizades, apenas por amor ao Sporting.   Votar com o coração ou com a cabeça

Devemos decidir com cabeça, para que o nosso amor se mantenha vivo e forte.

 

Votar com o coração ou com a cabeça

Nascido no seio de uma família adepta de um clube rival, criou ligação ao Sporting através de amigos. Ainda que de um meio rural, onde era muito difícil ver jogos ao vivo do clube de coração, e em tempos de menos pujança futebolística, a vontade de ser Sporting foi crescendo, passando a defender com garras e dentes o Sporting Clube de Portugal.

Nascido no seio de uma família adepta de um clube rival, criou ligação ao Sporting através de amigos. Ainda que de um meio rural, onde era muito difícil ver jogos ao vivo do clube de coração, e em tempos de menos pujança futebolística, a vontade de ser Sporting foi crescendo, passando a defender com garras e dentes o Sporting Clube de Portugal.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA